A Paraíba o tempo todo  |

Palmeiras só empata com o Oeste e adia plano de confirmar primeira posição

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O plano palmeirense de conseguir o primeiro lugar da primeira fase do Campeonato Paulista fracassou, pelo menos por ora. O time não passou do empate por 1 a 1 com o Oeste, em Itápolis, na noite desta terça-feira. Com o resultado, o time foi a 41 pontos e ainda pode ser superado pelo São Paulo, que tem 36 pontos, mas só joga na tarde desta quinta-feira, contra o Guaratinguetá, no Morumbi. Se tivesse vencido, a equipe do Palestra Itália não poderia mais ser alcançada na ponta da tabela. O time anfitrião saiu na frente com Ademar, enquanto Maurício Ramos igualou para o Alviverde.

Porém, se o Tricolor não vencer nesta rodada, o Verdão já assegura a vantagem e pode poupar atletas no jogo de domingo, contra o Botafogo-SP, no encerramento da fase classificatória. Vanderlei Luxemburgo pensa em descansar alguns jogadores para a partida contra o Sport, na próxima quarta-feira, em Recife. O confronto é decisivo para as pretensões alviverdes na Libertadores.

O Oeste, por sua vez, fracassou na tentativa de se distanciar da zona de rebaixamento. Com 17 pontos, ele torce contra Mogi Mirim, Marília e Noroeste para não terminar a rodada entre os quatro últimos colocados. O time rubro-negro enfrenta o Guaratinguetá na última rodada, domingo.

 

O JOGO

 

Com uma formação diferente da que vinha apresentando, o Palmeiras voltou a usar seu trio de defensores – Marcão, Maurício Ramos e Danilo. Na frente, sem poder contar com Willians e Ortigoza, lesionados, Vanderlei Luxemburgo preferiu deixar Marquinhos e Lenny no banco, concorrentes à vaga, e apostar em Diego Souza para as tabelinhas com o atacante Keirrison. A fórmula, pelo menos no primeiro tempo, mostrou-se ineficiente.

 

Com um meio-campo inchado, o Oeste travava as investidas palmeirenses. Sem opções pelo meio, as melhores saídas vieram principalmente da lateral-direita, com Sandro Silva improvisado na posição na vaga de Fabinho Capixaba.

 

Em pelo menos duas oportunidades, após cruzamentos de Sandro, o Palmeiras teve a chance de marcar. Em uma delas, Keirrison desperdiçou nas mãos de Weverton, logo aos quatro minutos. Na outra, Diego Souza chutou para fora.

 

Apesar de ter mais posse de bola, o Palmeiras não conseguia encaixar uma jogada certeira para abrir o placar. O mais próximo que chegou foi em uma cabeçada do zagueiro Maurício Ramos, depois de receber cruzamento do também zagueiro Danilo. A bola passou perto da trave de Weverton.

 

Com somente o contragolpe à disposição, o Oeste, que teve o cabeludo Nei Paraíba isolado no ataque, chegou a marcar com Dezinho de cabeça, mas o lance foi corretamente anulado pela arbitragem – o atleta estava impedido.

 

– Esperávamos por isso (jogo amarrado), mas estamos criando oportunidades. Em campo pequeno a gente sabe que tem de marcar logo porque a qualquer momento o adversário pode chegar – sentenciou Pierre, momentos antes de deixar o gramado para o intervalo.

 

No retorno para o segundo tempo o time da casa foi para cima do líder do Paulistão e não deixou passar a oportunidade que teve. Com um belo passe de Nei Paraíba, Ademar ficou na cara de Marcos e tocou. O goleiro do Verdão ainda chegou a desviar a bola, mas foi insuficiente para evitar o gol do Oeste: 1 a 0.

 

O gol só fez crescer os gritos da torcida para a entrada de Lenny, vice-artilheiro da equipe com seis gols, atrás somente de Keirrison, com 12. Mas o pedido da arquibancada só foi atendido aos 20 minutos, quando o jovem atacante substituiu o zagueiro Marcão. Marquinhos também deixou o banco para ficar com o lugar de Jumar e dar maior velocidade ao ataque.

 

A jogada do gol de empate, no entanto, saiu dos pés de Cleiton Xavier, principal armador da equipe. E foi marcado por Maurício Ramos, de cabeça, aos 25 minutos, que livrou a equipe de deixar o gramado pela segunda vez no campeonato sem marcar – isso só aconteceu na derrota por 1 a 0 para o São Paulo.

 

Três minutos depois, o Palmeiras teve a chance de virar o marcador com Lenny, que chutou cruzado contra a meta do time de Itápolis. Apagado em campo, Keirrison poderia ter feito o gol, mas acabou chegando atrasado no lance.

 

Nos minutos finais, susto para os dois lados. Primeiro Marcos viu o chute de Leandro Love passar rente à sua trave. Depois foi a vez de Weverton passar apuros com uma bola levantada por Cleiton Xavier – ele se esticou todo para afastar o perigo. Nos acréscimos, Keirrison ainda pôde mudar a história da partida, mas Weverton, novamente, salvou o Oeste e garantiu o 1 a 1.
 

globoesporte.com

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe