Ainda são sete pontos de diferença, mas o Palmeiras ganhou força para continuar sonhando com o título brasileiro de 2019. Com uma ótima atuação, o Verdão aproveitou o péssimo desempenho da defesa menos vazada do Brasileirão para vencer o São Paulo por 3 a 0, nesta quarta-feira, na arena, e reduziu a vantagem do líder Flamengo, que enfrentará o Goiás, quinta, em Goiânia. Bruno Henrique, Felipe Melo e Gustavo Scarpa marcaram. O Tricolor continua no G-4, mas pode ver alguns adversários se aproximarem perigosamente.

O Palmeiras continua imbatível nos clássicos contra o São Paulo desde a inauguração da arena. Agora são oito vitórias e um empate. Mais que isso, o Verdão não perde para o Tricolor há nove partidas. A última vitória são-paulina no Choque-Rei foi em 27 de maio de 2017, por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Faltando nove rodadas para o fim do Brasileirão, a equipe dirigida por Mano Menezes agora tem 60 pontos contra 67 do Flamengo. A vantagem para o Santos, terceiro colocado, é de oito pontos. No próximo sábado, o Verdão recebe o Ceará, às 19h, na arena.
O Tricolor permanece com 49 pontos, em quarto, mas abre a possibilidade de seus concorrentes por uma vaga na Libertadores de 2020 encostarem. No sábado, a equipe dirigida por Fernando Diniz visita a chapecoense, às 21h, na Arena Condá.

O Palmeiras controlou o início do jogo e não precisou de muito tempo para ficar em vantagem no placar. O Verdão forçou o jogo pelo lado direito do ataque e chegou ao gol aos 11 minutos com uma enorme ajuda de Arboleda. O zagueiro vacilou nas disputas com Dudu e Deyverson, que exigiu ótima defesa de Volpi. No rebote, Bruno Henrique apareceu livre na área para marcar de cabeça. Lento e sem força ofensiva, o São Paulo voltou a dar espaços na defesa aos 19. Deyverson apareceu livre na área nas costas de Arboleda, tentou driblar Volpi, mas foi desarmado pelo goleiro. Zé Rafael, aos 23, também perdeu grande oportunidade de cabeça. O São Paulo passou a ficar mais com a bola em seguida, mas criou apenas uma chance. Vitor Bueno chutou de fora da área, aos 28, e assustou Weverton. O Verdão acelerou o jogo nos minutos finais e quase aumentou com Dudu, aos 40, em chute que Volpi voou para defender. Mas o gol saiu em seguida, com Felipe Melo de cabeça, subindo no meio da zaga. E poderia ter sido mais. Aos 44, Dudu apareceu livre e carimbou na trave. No rebote, ele finalizou desequilibrado, e a bola passou muito perto do gol.

O São Paulo voltou do intervalo mais ligado, mas sem uma grande mudança de desempenho. Pior, o time se lançou ao ataque e abriu ainda mais espaços na defesa. Foi assim que, aos 11 minutos, Gustavo Scarpa disparou no contra-ataque e aumentou a vantagem alviverde. O Tricolor não teve força para reagir. Fernando Diniz colocou Raniel, Hernanes e Igor Vinícius, mas a equipe não melhorou. O máximo que conseguiu foi um cabeceio de Raniel na trave, já aos 44. O Palmeiras diminuiu o ritmo, se fechou, mas ainda assim encontrou muito espaço na defesa rival. Willian, aos 37, chutou com muito perigo ao receber belo passe de Dudu. E poderia ter feito alguns outros gols.

Corinthians – O Corinthians ampliou e agravou o momento ruim na temporada com a manutenção do jejum de vitórias na noite dessa quarta-feira. Em Maceió, a equipe comandada por Fábio Carille perdeu por 2 a 1 para o CSA no Estádio Rei Pelé e chegou a sete jogos seguidos sem triunfar. Os alagoanos, por outro lado, findam o jejum de quatro partidas e voltam a sonhar com a permanência na elite do futebol nacional.

O resultado nessa 29ª rodada do Campeonato Brasileiro derruba o Corinthians do G6, pelotão que vai à Copa Libertadores da América no ano que vem. Com 45 pontos, o Timão agora é o sétimo colocado, foi ultrapassado pelo Grêmio e pode assistir o Inter se distanciar nesta quinta. Já o Azulão chegou aos 29 pontos, ainda dentro do Z4, na 17ª posição, e terá de secar o Cruzeiro para não cair um lugar na tabela.

Melhor em campo no primeiro tempo, o CSA abriu o placar com Apodi depois de erro de Sornoza e deslize de Fagner na marcação. O empate surgiu pouco antes do intervalo, graças a um belo chute de Pedrinho, que se emocionou.
Na etapa final, Argel arriscou, mandou o time à frente e colheu fruto. Em cobrança de escanteio, Ricardo Bueno garantiu, de cabeça, a vitória dos donos da casa.
Se não bastasse o cenário desfavorável, o Corinthians agora se prepara para enfrentar o Flamengo, domingo, no Maracanã. No mesmo dia, o CSA vai visitar o Athletico na Arena da Baixada.

globoesportes.com

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Petrúcio Ferreira bate recorde em Mundial de Atletismo em Dubai

Mais um feito para o esporte paraibano. O atleta Petrúcio Ferreira quebrou o recorde mundial dos 100m no Campeonato Mundial de Atletismo em Dubai. A disputa aconteceu na madrugada desta…