Por pbagora.com.br

 Em São Januário, o Palmeiras não tomou conhecimento do Vasco. O Alviverde se aproveitou da péssima noite dos vascaínos para golear com facilidade.

O resultado coloca os paulistanos no grupo dos quatro primeiros na tabela, enquanto os cariocas, com a pior defesa da competição, estão entre os quatro últimos.

Palmeiras sobra na terrível noite vascaína

Marcelo Oliveira previu uma pressão vascaína no início do jogo, mas a situação foi inversa. O Palmeiras dominou o jogo desde o primeiro minuto, e não demorou a abrir o placar.

Arouca foi fundamental para o lance e conduziu a bola até o ataque. Aproveitando de escorregões da zaga, Leandro Pereira recebeu e chutou no canto. Martín Silva, adiantado, não conseguiu chegar.

O time do Vasco parecia perdido em campo. Parecia não conhecer o gramado molhado de São Januário, tamanho o número de escorregões. Aos dez, Leandro Pereira quase ampliou de cabeça, mas a bola acertou a trave.

O Alviverde era muito superior em campo. Aos 17 minutos, saiu o segundo gol. Egídio cruzou da esquerda, Martín Silva afastou mal e Dudu soltou o pé no rebote para balançar a rede.

A noite era muito boa do lado dos paulistanos e terrível pela parte dos cariocas. Aos 34, após outra saída ruim de Silva, a bola bateu em Aislan e sobrou para Victor Ramos mandar para a rede.

A atuação da defesa vascaína no primeiro tempo foi péssima, mas talvez o pior lance do time tenha saído no ataque. Na principal chance de empate, Herrera ficou na cara do gol e chegou até a driblar Fernando Pras mas, sem goleiro, na pequena área, conseguiu acertar o travessão. Uma façanha.

Nem Jordi segura

Celso Roth queimou logo as três modificações na volta do segundo tempo, mudando até o goleiro. Jordi entrou na vaga de Martín Silva, que viveu noite para esquecer. Entraram também Serginho, na vaga de Aislan, e Riascos, na de Dagoberto.

O Cruz-Maltino aproveitou um adversário já mais relaxado e passou a aparecer mais na frente. Aos quatro minutos, Herrera teve outra oportunidade, mas parou em Prass, que defendeu com a perna.

Se Herrera desperdiçava de um lado, Leandro Pereira não perdoava no outro. A zaga vascaína seguiu desajustada e o atacante palmeirense marcou o quarto de cabeça, após cruzamento da esquerda.

A defesa alviverde também falhou e Riascos aproveitou para diminuir. Roth ainda tentava animar seus jogadores do banco de reservas, mas não tinha jeito. O Porco só não fez mais estragos porque diminuiu o ritmo.

Msn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Clubes paraibanos se solidarizam com o Palmas, após acidente aéreo

O futebol brasileiro ficou de luto neste domingo com a notícia de que entre as seis vítimas de um acidente aéreo ocorrido em Luzimangues, no Tocantins, estavam quatro jogadores e…

Bragantino derrota Corinthians por 2 a 0 fora de casa

O Red Bull Bragantino confirmou a boa fase na Série A do Campeonato Brasileiro e conseguiu a quarta vitória consecutiva ao passar pelo Corinthians por 2 a 0, na noite…