A diretoria do Santos atendeu pedido da torcida santista residente na capital e marcou o jogo do time diante do Botafogo no Pacaembu, neste domingo, às 17 horas. A escolha dessa partida como presente aos paulistanos acontece em pleno Carnaval, quando muitos deixam a cidade.

Deverão seguir em direção à Baixada neste período carnavalesco de 380 mil a 520 mil veículos, prevê a concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes. A grande maioria dos que seguem ao litoral é da Grande São Paulo.

A debandada, entretanto, não será notada nas arquibancadas, garante a diretoria. Sete mil ingressos foram vendidos antecipadamente, algo que raramente ocorre em jogos na Vila Belmiro. 37 mil ingressos foram colocados à venda. Mulheres pagam metade do ingresso de arquibancada.

"Logicamente que o público reduz. Muitos saem de São Paulo no Carnaval. Mas os torcedores de Santos também deixam a Baixada nesta época. Em São Paulo sempre haverá torcida, principalmente daquele que não viaja no Carnaval. Tivemos um grande exemplo já no amistoso do Santos no início do ano [contra a Portuguesa Santista], quando tivemos excelente público no Pacaembu", conta Adílson Durante, diretor de futebol do Santos.

Após seguidos tropeços no Paulistão, o Santos venceu o Guarani na rodada passada e almeja reaver vaga no G-4.

O time terá Fábio Costa e Fabiano Eller, que cumpriram suspensão interna após briga em Marília. A paz foi conquistada na conversa.

"Queria um papo olho no olho com os dois para saber realmente o que havia acontecido. Eles foram extremamente receptivos e se portaram bem no treinamento. Se eles não vão se falar fora de campo, aí já não me interessa", disse o técnico Vagner Mancini

Em seu segundo jogo à frente do time, Mancini avalia ser arriscado fazer mudanças drásticas neste início de comando para não confundir seus jogadores, mas pede resultados imediatos. O treinador manterá base deixada por Márcio Fernandes, exigindo apenas para que o time não fique torto pelo lado esquerdo.

"Gosto de times equilibrados. Tento fazer com que todos os setores sejam preenchidos. Com isso se abrem inúmeras possibilidades de gol. Para ocupar os espaços e fazer o vai e vem repetidamente, é preciso estar muito bem fisicamente", explica Mancini.

O duelo no Pacaembu marcará a segunda e última apresentação do Santos com o uniforme azul-marinho, o terceiro da equipe. Em assembleia, os conselheiros decidiram que o time da Baixada Santista não deve mais usá-la.

Mal na classificação geral, tem apenas oito pontos em sete jogos, o Botafogo decidiu mexer radicalmente no time para acordar no Paulistão. Ex-Santos, o avante Frontini teve seu contrato rescindido. O atacante André Balada faz sua estreia no clube.

O meia Walter Minhoca, com passagem pelo Flamengo, foi barrado pelo técnico Roberto Fonseca, o mesmo acontecendo com Audálio e Fábio Oliveira.

SANTOS x BOTAFOGO

Data: 22/02/2009 (domingo)
Horário: às 17 horas
Local: estádio Pacaembu, em São Paulo/SP
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Auxiliares: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Maurício Machado Ferronato

Santos
Fábio Costa; Luizinho, Fabiano Eller, Fabão e Léo; Germano, Roberto Brum, Róbson e Madson; Bolanõs e Kléber Pereira
Técnico: Vagner Mancini

Botafogo
Paulo Musse; Fernando, Júlio César e Everton; Marco Aurélio, Augusto Recife, Jonilson, Paulo Santos e Calisto; Thiago Silvy e André Balada
Técnico: Roberto Fonseca

 

UOL

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do Campinense promete time forte para 2020

Oficialmente eleito presidente do Campinense, Paulo Gervany predente montar um time forte para a temporada 2020. Candidato único ao cargo máximo do clube, o dirigente precisou apenas de um pleito…