Por pbagora.com.br

O Atlético-PR tinha tudo para conquistar sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro, na tarde deste domingo, na Arena da Baixada. A equipe do técnico Geninho, vencia o Náutico por 2 a 0, com aparente tranquilidade em casa. Mas o Timbu mostrou que não está fazendo figuração na competição: reagiu e virou o jogo com três gols na etapa final, arrancando um resultado que fez a equipe comandada por Waldemar Lemos subir para a segunda posição, com sete pontos, dois atrás do líder Internacional. O Furacão segue com apenas um ponto, na lanterna, com saldo negativo de três gols. Anderson Lessa foi o grande destaque do jogo, saindo do banco de reservas e tendo participação direta no resultado depois de marcar dois dois para o time pernambucano.

O próximo jogo do Furacão será contra o Flamengo, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã. A equipe do Timbu recebe o Fluminense no mesmo dia e horário, no estádio dos Aflitos, no Recife.

Furacão começa melhor, mas leva susto aos nove minutos

O Atlético-PR começou melhor a partida. A equipe contou com o apoio da torcida para tomar as iniciativas, mas não conseguia concluir a gol. O Náutico se defendia como podia e chegou pela primeira vez com perigo aos nove minutos. Derlei avançou pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo e sobrou sozinha para Gilmar, que perdeu um gol incrível chutando para fora.

A torcida atleticana começou a mostrar nervosismo com a falta de criatividade do time, mas aos 24 minutos, ela finalmente festejou. Márcio Azevedo lançou para Wallyson pela esquerda. O atacante aproveitou uma indecisão entre o zagueiro e o goleiro, se antecipou e conseguiu finalizar para o fundo das redes.

O lance motivou a equipe. Nove minutos depois, Wesley dividiu com o zagueiro Asprilla, e a bola sobrou para Wallyson, que driblou o goleiro Eduardo antes de marcar o seu segundo gol na partida. O jogo ficou tenso. O árbitro teve que conter os jogadores, principalmente o zagueiro Asprilla, do Náutico, que acabou recebendo cartão amarelo.

Gladstone empata no início do segundo tempo

O Náutico voltou para a etapa final determinado e conseguiu diminuir o placar logo aos dois minutos. Carlinhos Bala cobrou uma falta para a área, a zaga tirou e, no rebote, Gladstone finalizou com categoria no canto esquerdo do goleiro Galatto, que não teve chances.

A pequena torcida do Timbu que marcava presença na Arena da Baixada ficou ainda mais feliz nove minutos depois. Carlinhos Bala cruzou na área, o goleiro Galatto falhou feio, e o atacante Anderson Lessa, que havia entrado no lugar de Eduardo Eré, empatou o jogo. O time pernambucano quase desempatou aos 17. Gilmar avançou pela direita, driblou Antônio Carlos e finalizou para a defesa de Galatto.

O Atlético-PR melhorou, começou a pressionar e levantou a torcida aos 32. Rafael Moura recebeu bom passe dentro da área e soltou a bomba. A bola explodiu no travessão. O Náutico se defendia como podia e tentava sair no contra-ataque. A opção deu certo aos 37. Gilmar achou Anderson Lessa sozinho na entrada da área, o atacante dominou e finalizou com perfeição para virar ao jogo. Para alegria dos alvirrubros pernambucanos, e para desespero dos rubro-negros paranaenses.

globoesporte.com

 

Deixe seu Comentário