A cidade de São Paulo e o Morumbi foram praticamente confirmados para a Copa do Mundo de 2014, após uma apresentação feita a representantes da Fifa, nesta tarde, no Museu do Futebol.

 

Em um vídeo de cerca de 20 minutos, a capital paulista focou o plano de mobilidade urbana orçado em R$ 20 bilhões. A expectativa é de que mais 20 quilômetros de novas linhas de metrô e 150 quilômetros de trilhos de trem sejam recuperados e estejam à disposição até a Copa, de acordo com os secretários municipal e estadual de esporte Walter Feldman e Claury Santos.

 

Já o Morumbi aposta em um novo estacionamento para 5 mil veículos, além da modernização das arquibancadas e área de imprensa. O estádio deve comportar 67 mil pessoas após a reforma estimada em R$ 140 milhões, a partir de recursos obtidos com empresas privadas, entre elas a Visa.

 

Segundo o diretor de marketing da Fifa, Thierry Weil, o anúncio oficial das sedes ocorrerá entre 19 e 20 de março, em Zurique (SUI). Isso será feito com base apenas nos projetos apresentados.

 

– Estamos muito envaidecidos com a recepção e com tudo que vimos. Agora vamos partir para as análises técnicas para a definição das sedes – disse.

 

Os representantes da entidade voltarão ao Brasil em 2011 para checar como estará o andamento das obras. No entanto, dificilmente as sedes e os estádios mudarão, caso algo esteja atrasado.

 

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, afirmou que vê o São Paulo preparado para fazer com que seu estádio tenha condições para abrigar o jogo de abertura. O Morumbi deve ficar pronto no primeiro semestre de 2012.

 

– Estou bastante otimista. Nós definimos uma série de investimentos e infraestrutura, e o clube ja possuia um projeto com arquiteto e parceiros para viabilizar as obras. Hoje o Morumbi é considerado o estádio de São Paulo, mas dentro de dois anos haverá uma segunda vistoria para saber se ele realmente atende às necessidades da Fifa – afirmou.

 

Sobre abrigar a abertura, o prefeito foi cuidadoso com as palavras:

– Seria uma arrogância dizer que já há algo confirmado ou definido para a cidade ter a abertura. Mas em comparação com outras cidades, é importante ressaltar que São Paulo é a capital mais desenvolvida, tem maior poder econômico e estas são grandes vantagens.

 

Quem adotou o mesmo discurso para o tema foi o presidente da São Paulo Turismo, Caio Carvalho:

 

– Por questões éticas não será anunciado que São Paulo fará o jogo de abertura porque outras cidades também pleiteiam este posto.

 

Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, evitou a imprensa.

 

Após a apresentação, os representantes da Fifa sobrevoaram a cidade de helicoptero, observando os principais pontos de tráfego que levam ao Morumbi, e ao hospital São Luiz, que será utilizado como base de atendimentos médicos em caso de necessidade durante os jogos. Depois, o previsto era seguir em direção ao aeroporto de Congonhas.

MSN Notícias

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Kobe Bryant foi o símbolo maior de uma era em que a NBA dominou o mundo

O ex-jogador da NBA Kobe Bryant, astro do Los Angeles Lakers, morreu aos 41 anos neste domingo (26), vítima de um acidente de helicóptero nos arredores de Los Angeles, na…

Ainda sem ser anunciado pelo Botafogo-PB, Léo Moura já faz campanha para sócios

Ainda sem ser anunciado pelo Botafogo-PB, Léo Moura já faz campanha para torcida virar sócio. O jogador deve ser confirmado como reforço do Botafogo-PB nesta segunda-feira. Mas através das redes…