As eleições da Federação Paraibana de Futebol (FPF) estão marcadas para sábado, mas nos bastidores o duelo entre os cabeças de chapa, Michelle Ramalho e Eduardo Araújo, já começaram. Os candidatos têm o mesmo objetivo em comum, nesta semana, às vesperas do pleito: impugnar a chapa adversária e articular uma eleição por aclamação, com apenas uma candidatura. Os dois protocolaram documentos de impugnação para tentar tirar o concorrente do páreo.

 

As denúncias da auditora do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) são mais volumosas. Mais de 130 páginas. A candidata alegou à Comissão Eleitoral que a chapa do advogado Eduardo Araújo, intitulada de “Por um futebol ético e eficiente”, se inscreveu nas eleições com várias irregularidades.

 

Uma das denúncias é no tocante aos apoios de dois dos maiores clubes do estado. Em seu protocolo de impugnação, Michelle Ramalho questiona as assinaturas do Botafogo-PB e do Campinense que subscreveram o registro de chapa de Eduardo Araújo. Para a auditora do STJD, os presidentes do Belo, Zezinho Botafogo, e do Campinense, William Simões, não eram os representantes legais dos dois clubes na ocasião do registro da chapa “Por um futebol ético e eficiente”. Mais da metade das 130 páginas do pedido de impugnação, aliás, é a decisão judicial que afastou os dirigentes dos dois clubes.

 

De acordo com a denúncia, quando Eduardo Araújo oficialmente registrou sua candidatura, os dirigentes de Belo e Raposa já estavam afastados pela Justiça, por conta de uma decisão assinada pela juíza da 4ª Vara Criminal de João Pessoa, Andréa Galdino, que acatou uma denúncia do Ministério Público da Paraíba (MPPB) em que os diretores são acusados de supostamente integrarem uma organização criminosa que manipulava resultados no futebol paraibano.

 

Redação com globoesportes.com

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jogo de “vida ou morte” para Treze e Botafogo (PB), vai definir futuro de paraibanos na Série C do Brasileiro

Chegou o dia da decisão na Série C do Campeonato Brasileiro, e o jogo de vida ou morte para Treze e Botafogo (PB). Quando experiente árbitro Leandro Pedro Vuaden der…

Treze empata, escapa do rebaixamento da Série C e acaba sonho de acesso de Botafogo (PB)

Em uma arrancada impressionante, o Treze escapou do rebaixamento da Série C do Campeonato Brasileiro. Numa rodada emocionante e cheia de expectativas, o Galo só precisou empatar em 2 x…