O técnico da Argentina, Diego Maradona, disse nesta quarta-feira que se o meia Riquelme retificar sua postura de abandonar a seleção, poderia aceitá-lo novamente.

 

– Não acho que isso vá acontecer, mas se vier e me disser ‘errei’ ficaria feliz. Caso as coisas não mudem, seguiremos assim e vamos adiante com o que temos. Estou tranquilo. Eu dou prioridade à seleção. A seleção não é nem Maradona, nem Riquelme, a camisa é maior que nós dois – comentou Maradona à rádio "Del Plata", de Buenos Aires.

Para Maradona, com a saída do craque se perde muito:

 

– Em meu esquema, Riquelme se encaixava perfeitamente.

 

Maradona acusou ainda o representante do jogador, Marcos Franchi, de ter "enchido a cabeça" do meia e de ter preparado as declarações sobre o abandono da seleção.

 

globoesporte.com

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

SOS: Jogadores do Bahia entrarão em campo com camisa manchada de óleo

Em protesto contra o vazamento de óleo que assola as praias do Nordeste, o Bahia entrará em campo nesta segunda-feira (21) pelo Campeonato Brasileiro contra o Ceará, em Pituaçu, com…