Por pbagora.com.br

 pois de uma partida em que foi xingado e criticado por boa parte dos torcedores presentes no Canindé no empate do Corinthians por 1 a 1 contra o Atlético-PR, o técnico Mano Menezes admitiu: está mais fácil jogar fora de casa. A declaração, no entanto, tem a ver com a proposta de jogo desenvolvida pelo time, não pela torcida – o treinador até aceitou as críticas, considerou-as justas e proporcionais. Em campo, no entanto, a coisa não vai bem.

“Para a gente, neste momento, tem sido melhor jogar fora de casa. Porque, como estamos encontra dificuldade de propor jogo, isso tem levado a uma exposição maior, e fora de casa você tem menos esse problema”, afirmou Mano Menezes. Quando o Corinthians precisa sair para o ataque e tem que tomar a iniciativa, os problemas no meio-campo acabam por complicar o desempenho.

Estatisticamente, não há dados para provar a opinião de Mano Menezes. No Campeonato Brasileiro, a equipe tem uma vitória, um empate e uma derrota como mandante. Fora de casa, tem dois empates e uma vitória. Isso deixa o time na 8ª colocação, com 9 pontos e 50% de aproveitamento, mas são as atuações irregulares e ruins que arrancaram vaias do torcedor e xingamentos a Mano Menezes. Como visitante, a situação muda.

“O adversário toma a iniciativa do jogo e, consequentemente, você propõe, em cima disso, uma transição rápida para o ataque e uma chegada na frente. Foi assim no clássico (1 a 1 com o São Paulo), contra o Atlético-MG (0 a 0)…”, enumerou o treinador corintiano. Jogar no contra-ataque – ou pelo menos sem ter que se atirar ao campo de ataque -, portanto, tem sido uma boa situação.

“Nesse momento, não me incomoda jogar fora. Vamos ter que ter personalidade para jogar dentro da nossa casa”, avisou o treinador. Infelizmente, sob essa perspectiva, mais dificuldades virão: o time faz duas partidas como mandante antes da Copa do Mundo – apenas uma fora de casa – e após o Mundial já pega o Inter em seus domínios mais uma vez.

Terra

Notícias relacionadas

Campinense anuncia a demissão de Ederson Araújo

A derrota para o São Paulo Crystal por 2 a 1 no último domingo foi um golpe duro demais para o técnico do Campinense, Ederson Araújo, suportar. Na tarde desta…