Por pbagora.com.br

A duração da viagem do Grêmio rumo a Caracas foi proporcional à tranquilidade dela. Mais de oito horas após deixar o Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, a delegação tricolor desembarcou na capital venezuelana. A chegada foi às 22h25m, pelo horário de Brasília. Em Caracas, o fuso horário é esquisito: uma hora e meia a menos. Já no aeroporto, os gaúchos deram de cara com um painel gigante do presidente do país, Hugo Chávez, com o tradicional discurso nacionalista, dizendo que a Venezuela está livre e seguirá assim para sempre.

Na chegada, apenas o zagueiro Léo concedeu entrevistas. O elenco logo foi para o hotel, onde faria um último lanche e depois descansaria. A terça-feira reserva treinamento no Estádio Olímpico Universitário, palco do jogo de quarta-feira, contra o Caracas, no primeiro duelo da luta por vaga nas semifinais da Taça Libertadores da América.

 

O voo até a Venezuela não poderia ter sido mais tranquilo. Os jogadores dormiram bem e mataram o tempo com DVDs, música e jogos de vídeo-game. Uma turma passou o tempo todo jogando cartas – casos de atletas como Jonas, Fábio Santos, Léo e Souza. Outros, como Adílson e William Thiego, entraram na brincadeira depois. O capitão Tcheco, com cara de sono, observou a disputa na parte final da viagem, que teve parada em Belém para reabastecimento.

 

– Foi uma viagem cansativa, mas sempre damos um jeito de descontrair. A diretoria fez a opção correta ao fretar o voo – comentou o zagueiro Léo.

 

O técnico Paulo Autuori encarou a viagem com muita leitura e conversas com integrantes da diretoria – o assessor de futebol, Luiz Onofre Meira, e o diretor-executivo, Mauro Galvão. A delegação gremista ficou na parte dianteira da aeronave. No fundo, o espaço foi reservado aos cerca de 20 torcedores que acompanharam o clube e aos nove jornalistas presentes para a cobertura.

 

O Grêmio viajou a Caracas com 20 jogadores. O time deve ir a campo na quarta-feira com Victor, Léo, Rafael Marques e Réver; Ruy, Adílson, Tcheco, Souza e Fábio Santos; Jonas e Maxi López. O goleiro Marcelo Grohe, o zagueiro William Thiego, o lateral-esquerdo Jadilson, os volantes Túlio, Makelele e Orteman, o meia Douglas Costa e os atacantes Alex Mineiro e Herrera completam o elenco tricolor na terra de Hugo Chávez.

globoesporte.com

 

Deixe seu Comentário