Num domingo de muito calor em Porto Alegre, o Internacional venceu a Ulbra por 2 a 1 e segue firme na briga pelo título da Taça Fernando Carvalho, o primeiro turno do Campeonato Gaúcho. O artilheiro Taison foi o destaque da tarde, marcando um gol e cobrando o escanteio convertido por Índio. Tatá descontou para o representante de Canoas.

Numa partida em que tudo parecia decidido desde o primeiro tempo, a Ulbra mostrou força de reação e assustou no final, mas não fez o suficiente para mudar o resultado. Na semifinal, o Inter pega o Novo Hamburgo, que no sábado eliminou o Ypiranga. Como tem a melhor campanha da competição, a partida, na quinta-feira (26/2) será novamente no Beira-Rio.

Em casa, o Inter começou a partida se impondo, mantendo a posse de bola no campo ofensivo. A Ulbra parecia disposta a levar a decisão para os pênaltis, e tentava fazer o tempo passar. Antes dos 17min, o árbitro Leonardo Gaciba alertou o goleiro André, dizendo que não toleraria mais a catimba. Numa tarde de muito calor, a partida foi paralisada aos 21, para que os jogadores bebessem água.

Bem fechada na área, a Ulbra segurava bem as investidas coloradas, mas praticamente abdicava de atacar. E o gol colorado saiu numa grande falha de Cuca, que errou um passe na defesa, Taison intercepta, arranca em direção ao gol, dribla o goleiro e toca para as redes: 1 a 0, placar da primeira etapa.

Nilmar, um dos mais participativos em campo, reclamava do forte calor e da pressa da equipe em marcar o gol. "O jogo está pegado, muito quente. Tem que ter a posse de bola para desgastar menos. A gente colocou muita velocidade e erramos o último passe", analisou, no intervalo.

Na segunda etapa o quadro era o mesmo. Enquanto o Inter controlava a partida e buscava o gol, a Ulbra se retrancava e esperava a chance de encaixar um contra-golpe. Na bola parada, os anfitriões aumentaram a vantagem. Aos 11, Taison cobrou escanteio da esquerda e Índio apareceu no primiero pau para cabecar para as redes: 2 a 0.

Sem outra alternativa, a equipe de Canoas se abriu, em busca do desconto. Numa falha coletiva da defesa colorada, ninguém afastou o cruzamento de Lê, aos 23, e Tatá, no segundo pau, completou de peito: 2 a 1, aumentando a emoção do duelo. Empolgados com o gol, os visitantes ganharam confiança, passaram a atacar mais e equilibraram o jogo.

O Inter parecia abalado, e quase permitiu o empate num escanteio aos 32, quando Lê desviou de cabeça e Tatá se atirou mas não conseguiu completar. A Ulbra pressionava nos instantes finais, irritando a torcida colorada presente no Beira-Rio. Com a classificação nas mãos, o Inter valorizou a posse de bola e conseguiu confirmar a vitória.

INTER 2 x 1 ULBRA

Inter
Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber (Marcelo Cordeiro); Sandro, Magrão (Andrezinho), Guiñazu e D’Alessandro (Giuliano); Taison e Nilmar
Técnico: Tite

Ulbra
André; Cuca (Alekito), Dudu, Anderson Seffrin e Júnior; Wanderson (Márcio Egídio), Teço (Rogério), Jé e Léo Dias; Tatá e Lê
Técnico: Beto Almeida

Data: 22/02/2009 (domingo)
Local: Estádio Beira-Rio, em Poro Alegre
Árbitro: Leonardo Gaciba
Auxiliares: Alexandre Kleiniche e Marcelo Oliveira e Silva
Cartões amarelos: Guiñazu, Magrão (Inter); Dudu (Ulbra)
Gols: Taison, aos 39min do primeiro tempo; Índio, aos 11min, Tatá, aos 23min do segundo tempo


UOL Esporte

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Leandro Vuaden apita o Clássico Tradição no próximo sábado

O Clássico Tradição do próximo domingo vai ter trio de arbitragem do Rio Grande do Sul dentro das quatro linhas. Leandro Pedro Vuaden vai apitar a partida válida pela última…

Chapa que disputará eleição no Campinense é homologada com uma mudança

Depois do indeferimento da candidatura de Valdir Cabral para a Diretoria de Futebol do Campinense, por questões burocráticas a chapa encabeçada por Paulo Gervany foi homologada e confirmada na disputa…