Por pbagora.com.br

Muricy Ramalho completa apenas três meses de trabalho no Fluminense na próxima segunda-feira, dia 26, mas está completamente à vontade e seguro para afirmar que fez a escolha certa ao aceitar dirigir pela primeira vez um time carioca. A satisfação é tanta que clube e treinador já conversam sobre uma renovação por mais dois anos. E nesta negociação certamente será colocado em pauta aquele que é o único “porém” em sua passagem pelo Rio: a falta de estrutura.

Conforme se falou antes mesmo de sua apresentação, Muricy Ramalho tem total consciência da necessidade da construção de um centro de treinamento para que o Fluminense possa impor uma linha de trabalho profissional. Para o treinador, esse é um fator tão importante para a formação de um time campeão quanto a contratação de grandes estrelas como Deco e Belletti.

– A grande dificuldade (no Rio) ainda é a estrutura. Tem que melhorar, não há outro jeito. Não adianta ter grande jogador, craque, se as condições não são boas. É até perigoso. Tive essa conversa quando vim para o Fluminense com o Celso Barros. Eles estão buscando lugares, opções (para construir o CT). Acredito muito no projeto.

 

De acordo com Muricy, instalações próprias e de qualidade são fundamentais não somente para o conforto do profissional, mas interferem também no dia a dia de seu trabalho como treinador.

– A repetição faz o cara melhorar. Não só no futebol, mas na vida. É importante estar sempre exercitando o talento, é necessária a repetição, mas para isso é preciso ter boas condições. Se não for assim, pode até machucar o jogador.

Ao mesmo tempo em que cobra melhorias estruturais, o técnico admite também mudanças em algo que lhe rendia críticas nos tempos de São Paulo: o jeito de ser. Bem mais relaxado do que em outros tempos, ele se diz em casa no Rio de Janeiro e deseja estender ao máximo sua permanência no “novo lar”.

– O cara que vem pra uma cidade como essa e não é feliz tem que parar e ir para o mato. A cidade é linda, o clima é ótimo, as pessoas relaxadas e não te assediam tanto… Estou muito feliz e acredito que vou permanecer aqui por muito tempo.

Muricy Ramalho tem contrato com o Fluminense até dezembro de 2010 com opção de renovação por mais dois. As conversas até mesmo já foram iniciadas, por conta das especulações envolvendo o nome do treinador para o lugar de Dunga na seleção e dos resultados nos 11 primeiros jogos pelo clube: o Tricolor é o vice-líder do Brasileirão, com 19 pontos.

 

Globo.com