Por pbagora.com.br

Sem dificuldades, o Goiás venceu o Atlético-PR por 3 a 0, na noite desta quarta-feira, no Serra Dourada, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto os esmeraldinos comemoram a entrada ao menos provisória no G-4, pois o time ainda depende de um tropeço do Vitória diante do Avaí, os rubro-negros se veem em situação preocupante na tabela da competição. Com 26 pontos, a equipe do técnico Hélio dos Anjos chegou à quarta colocação. Já o Furacão permanece com 12, na 18ª colocação, e ficou sem o treinador Waldemar Lemos, que pediu demissão após o jogo.

Apesar dos três pontos conquistados, o Esmeraldino perdeu o meia Léo Lima e o zagueiro Leandro Euzébio para a próxima rodada. Ambos receberam o terceiro cartão amarelo. O mesmo aconteceu com o zagueiro Antônio Carlos, do Atlético-PR. Os dois times voltam a campo no domingo. Os paranaenses recebem o Fluminense, às 16h, na Arena da Baixada, e os goianos visitam o Santo André, às 18h30m, no estádio Bruno José Daniel, no ABC Paulista.

Ares de goleada no Serra Dourada

O Goiás teve a primeira chance de marcar aos quatro. Rafael Tolói arriscou de longe, em cobrança de falta, mas Galatto defendeu com firmeza. Mas o gol aconteceu dois minutos depois. Iarley recebeu belo lançamento de Julio César, nas costas do zagueiro Rafael Santos, cortou o defensor e mandou para o fundo das redes.

Mandando no jogo, o Esmeraldino não precisou de muito esforço para ampliar. Aos 11, Léo Lima cobrou falta da intermediária, Amaral subiu mais alto do que a defesa rubro-negra e, de cabeça, fez o segundo.

A empolgação tomou conta das arquibancadas do Serra Dourada, e a torcida esperava que o ataque goiano voltasse a marcar ainda na primeira etapa. Os visitantes erravam muitos passes e só chutaram a gol uma vez, em cobrança de falta de Marcinho, aos 31, mas a bola saiu pela linha de fundo. Os anfitriões, no entanto, não souberam aproveitar o domínio para aumentar a vantagem.

A rede voltou a balançar na etapa final, mas apenas uma vez. Sem que o panorama do jogo se modificasse, o Goiás ainda teve duas boas chances de marcar antes que Léo Lima, aos 20, mandasse uma bomba de fora da área, surpreendendo o goleiro Galatto: 3 a 0.

Sem poder de reação, os atleticanos ainda ficaram com um homem a menos em campo, depois que Rafael Santos fez falta dura em Iarley e foi expulso.
 

globoesporte.com