Duas seleções campeãs da Copa do Mundo de Futebol Feminino e uma estreante jogam neste sábado, segundo dia da Copa da França.

Pelo Grupo B, a bicampeã Alemanha enfrenta a China, às 10h, no estádio Roazhon Park, em Rennes. A estreante África do Sul encontra a Espanha, às 13h, no estádio Océane, em Le Havre. 

Pelo Grupo A, a campeã Noruega joga contra a Nigéria, às 16h, estádio Auguste-Delaune, em Reims.

Alemanha x China

As duas seleções já se enfrentaram uma vez em jogos da Copa do Mundo. As alemãs ganharam das chinesas por 1 a 0, na fase seminal da Copa da Suécia – 1995. 

Alemanha ocupa o 2º lugar no ranking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. É Bicampeã. Na campanha de classificação para Copa na França, sofreu apenas uma derrota contra a Islândia e venceu as outras sete partidas sem levar gols. A técnica é Martina Voss-Tecklenburg. A estrela do time é Dzsenifer Marozsan. A jogadora concorreu ao prêmio de melhor jogadora do mundo em 2018 e ficou na terceira colocação. Atualmente joga no Olympique Lyonnais.

China ocupa o 16º lugar no ranking da Fifa. Já participou seis vezes da Copa do Mundo de Futebol Feminino. O primeiro título quase foi alcançado em 1999, quando ficou com o vice-campeonato ao perder para os Estados Unidos. A equipe é comandada pelo ex-jogador Jia Xiuquan. A estrela do time é a atacante Li Ying.

Escalação

Neste sábado(9), a Alemanha vem a campo com Almuth Schult no gol, Carolin Simon e Kathrin Hendrich nas laterais, Marina Hegering e Sara Doorsoun na dupla de zagua; Svenja Huth, Dzsenifer Marozsan, Sara Daebritz, Giulia Gwinn e Melanie Leupolz no meio-campo; e Alexandra Popp comanda o ataque.

A China começa o jogo com Peng Shimeng no gol, Liu Shanshan e Lin Yuping nas laterias, Han Peng e Wu Haiyan são as zagueiras; Gu Yasha, Yao Wei, Shang Rui e Lou Jiahui no meio-campo; Yang Li e Wang Shanshan na dupla de ataque.

Arbitragem:

Marie-Soleil Beaudoin (CAN). Assistentes:Princess Brown (JAM) e Stephanie-Dale Yee Sing (JAM)

Espanha x África do Sul

As duas seleções nunca se enfrentaram.

Espanha ocupa a 13ª posição no ranking da Fifa. Participa do Mundial pela segunda vez. Foi a primeira equipe a confirmar participação na Copa da França de forma invicta nos oito jogos disputados. O técnico Jorge Vilda comanda a seleção espanhola desde 2015, quando iniciou uma renovação na equipe e mudanças táticas. A jogadora Irene Paredes é líder nata e considerada uma das melhores zagueiras do mundo. Apesar de jogar na defesa, a jogadora do Paris Saint-Germain foi a segunda artilheira nas eliminatórias para Copa da França 2019.

África do Sul ocupa a 49ª posição no ranking da Fifa. Depois de várias tentativas, conseguiu a oportunidade de participar pela primeira vez da Copa do Mundo. A técnica é Desiree Ellis, pioneira no futebol feminino na África do Sul. A zagueira Janine Van Wyk, que atua no time americano Houston Dash, soma 160 convocações para defender a seleção sul-africana.

Escalação

Neste sábado, Espanha entra em campo com Sandra Panos no gol, Marta Torrejon e Marta Corredera na lateral, Irene Paredes e Maria Leon na zaga; Amanda Sampedro, Vicky Losada, Virginia Torrecilla, Alexia Putellas, Mariona Caldentey, no meio-campo; e Jennifer Hermoso no ataque.

A África do Sul começa o jogo com Andile Dlamini no gol, Lebohang Ramalepe e Nothando Vilakazi na laterais, Noko Matlou e Janine Van Wyk na dupla de zaga; Amanda Mthandi, Refilado Jane, Kholosa Biyana e Linda Motlhalo no meio-campo; Ode Fulutudilu e Thembi Kgatlana são as atacantes.

Arbitragem:

Maria Carvajal (CHI). Assistentes: Leslie Vasquez (CHI) e Loreto Toloza (CHI).

Noruega x Nigéria

As suas seleções já se encontram na Copa de 1995, na Suécia. Noruega goleou a Nigéria por 8 a 0, placar com mair número de gols daquela Copa. 

Noruega ocupa a 12ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Garantiu vaga na Copa da França ao liderar o grupo 3 nas eliminatórias europeia. O treinador sueco Martin Sjogren sucede Even Pellerud, o homem que levou a Noruega ao título mundial em 1995. A estrela do time é Maren Mjelde, jogadora do Chelsea.

Nigéria ocupa a 38ª posição do ranking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. O melhor resultado foi a classificação para as quartas de final em 1991.O título de campeã da Copa da África 2018 alcançado nos penaltis. A recompensa valeu vaga na Copa da França. O treinador da seleção nigeriana é o sueco Thomas Dennerby. O destaque da equipe é a atacante Asisat Oshoala, que joga no Barcelona e eleita melhor jogadora africana três vezes (2014, 2016 e 2017).

A 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino da FIFA será realizada na França entre os dias 7 de junho a 7 de julho. Neste ano, 24 equipes disputam o título. Desde 1991, a copa feminina ocorre de quatro em quatro anos. Os Estados Unidos são tricampeões (1991, 1999 e 2015); a Alemanha (2003, 2007), bicampeã; Noruega (1995) e Japão (2011) têm um título cada.

Agência Brasil

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Belo-PB vai para o tudo ou nada em cima do Náutico e espera o apoio da torcida

A diretoria do Botafogo-PB já decidiu que só resta um caminho para o time continuar no G4, do Campeonato Brasileiro da Série C que é ir para o tudo ou…

Bota-PB não joga bem, perde para o Náutico e se complica na Série C

Com bom público no estádio Almeidão, em João Pessoa, o Botafogo-PB recebeu o Náutico pela décima sétima rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Voltando a jogar…