Por pbagora.com.br

O último boletim da equipe médica do Hospital Militar de Budapeste, onde o piloto Felipe Massa está internado desde o último sábado, foi o de tom mais otimista até agora. Os exames realizados nas últimas 24 horas confirmaram uma melhora na condição do brasileiro, o que deu aos médicos a confiança para interromper os sedativos e retirar os equipamentos de respiração artificial.

 

Ao retomar gradativamente a consciência – uma vez que os sedativos que tomou nos últimos dias ainda circulam na sua corrente sanguínea, Massa conversou com Dino Altmann, diretor médico do Grande Prêmio Brasil e que está na Hungria a pedido da família do piloto, chegando a fazer algumas perguntas. Massa perguntou a Nicolas Todt, seu empresário, sobre o horário do dia.

 

– Fazer algumas perguntas por iniciativa própria é um sinal fantástico. Ele quis saber o que tinha acontecido com ele, o que é uma pergunta natural. Eu disse a ele: “Você teve um acidente, está num hospital na Hungria e vai ficar bem”. Só isso. Ele quis saber também o que era o tubo na mão dele e chegou até a perguntar que horas eram – diz Altmann.

 

 

 

G1

Notícias relacionadas

Campinense anuncia a demissão de Ederson Araújo

A derrota para o São Paulo Crystal por 2 a 1 no último domingo foi um golpe duro demais para o técnico do Campinense, Ederson Araújo, suportar. Na tarde desta…