Os Estados Unidos levaram o tetra da Copa do Mundo feminina de 2019. Esse resultado você talvez já esperasse, mas o roteiro não foi assim tão previsível. No início de jogo, a Holanda mudou a disposição tática de três jogadoras, se fechou na defesa e impôs dificuldades ao setor de criação norte-americano. Quando os EUA arranjavam espaço, lá estava Van Veenendaal para evitar os gols. Mas, no segundo tempo, não houve jeito.

O pênalti de Van der Gragt em Morgan, convertido por Rapinoe, quebrou o equilíbrio da partida. Lavelle marcou o segundo sete minutos depois, e aí foi um verdadeiro ataque contra defesa.

A Holanda se jogou à frente e se expôs lá atrás. Só não houve mais gols porque, novamente, lá estava Van Veenendaal. As americanas martelaram até o apito final, quando, enfim, levantaram o tão sonhado título, o quarto de sua história. As holandesas ficam com o vice, em sua melhor participação em Copas.

Megan Rapinoe foi a autora do gol que abriu caminho para o título norte-americano. O troféu de melhor em campo está em boas mãos

Globoesportes.com

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Treze começa semana fora da zona de rebaixamento da Série C do Brasileiro

O Treze começou a semana fora da zona de rebaixamento da Série C do Brasileiro. A vitória de 1 x 0 diante do Confiança, em plena  Arena Batistão. foi um…

Treze bate o Confiança fora de casa e deixa a zona de rebaixamento na Série C

O Treze está mais vivo do que nunca. Jogando fora de casa, no estádio Batistão, em Aracaju, o Galo venceu o Confiança por 1 a 0, com gol marcado por…