O esporte teve uma semana de luto em todo mundo. Desde o último dia 14 até este domingo cinco atletas morreram nas mais variadas modalidades. Campeã olímpica do lançamento de martelo em Sydney 2000, Kamila Skolimowska morreu na quarta-feira. Na terça, Mike Whitmarsh, vice-campeão olímpico do vôlei de praia em Atlanta 1996 cometeu suicídio. No sábado, dia 14, Kiprono Mutai, terceiro colocado na última edição da São Silvestre, sofreu um acidente de trânsito, assim como um jogador do futebol nigeriano. A semana trágica encerrou com a morte do brasileiro Rafael dos Anjos, da marcha atlética, neste domingo.

 

Segundo o técnico Valtinho Pereira da Silva, Rafael, 25 anos, foi encontrado na piscina do condomínio em que morava, em Brasília. No entanto, os motivos da morte ainda na foram divulgadas pelos Instituto Médico Legal (IML).

 

Nascido em 11 de outubro de 1983, Rafael ganhou destaque em 2002, quando foi quarto colocado nos 10 km, no Mundial Juvenil da Jamaica. Pouco depois, a descoberta de uma leucemia o afastou por três temporadas das competições. Voltou às pistas em 2005, quando ganhou bronze no Troféu Brasil Caixa de Atletismo, em São Paulo.

 

A polonesa Skolimowsk, que morreu na quarta-feira, treinava na sala de musculação e sofreu um mal súbito. Companheiros que estavam no local conseguiram reanimar a atleta e chamaram uma ambulância, mas no caminho sofreu outro mal-estar e não resistiu.

 

No dia anterior, o americano Whitmarsh, 47 anos, foi encontrado morto na garagem da casa de um amigo, em Solana Beach. Exames realizados na tarde de quarta-feira apontaram suicídio. De acordo com as autoridades locais, Whitmarsh morreu em conseqüência da inalação de monóxido de carbono do escapamento de um carro.

 

Terceiro colocado na última edição da São Silvestre, Kiprono Mutai morreu no último dia 14, no Quênia. O atleta, nascido na cidade de Eldoret, sofreu um acidente de carro quando ia de sua terra-natal para a pequena vila de Kapsait. Entre os principais resultados de Mutai no Brasil estavam o título da Meia Maratona de São Paulo 2008 e o segundo lugar geral da Meia Maratona do Rio e da Volta da Pampulha do ano passado.

 

Na última sexta, um jogador e um dirigente do Zamfara United, time da primeira divisão do futebol nigeriano, morreram quando o ônibus em que estava a equipe colidiu com outro veículo após uma partida. Em 25 de janeiro, 17 jogadores de outro time de futebol da Nigéria também morreram num acidente de trânsito, quando estavam a caminho de Abuja para um jogo.

 

terra

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do Campinense promete time forte para 2020

Oficialmente eleito presidente do Campinense, Paulo Gervany predente montar um time forte para a temporada 2020. Candidato único ao cargo máximo do clube, o dirigente precisou apenas de um pleito…