Por pbagora.com.br

Não foi o que os fãs de tênis esperavam de um duelo entre Rafael Nadal e Roger Federer. Em uma partida com poucos lances bonitos e muitos erros do esgotado espanhol, que não se recuperou das 4h de jogo da semifinal , o suíço levou a melhor por duplo 6/4 e conquistou o título do Masters 1000 de Madri.

O triunfo deste domingo iguala Federer e Nadal, cada um com 15 troféus em torneios da série Masters 1000. O suíço também diminui sua desvantagem nos confrontos diretos com o espanhol. Agora, são sete vitórias do atual número 2 contra 13 do líder do ranking da ATP.

 

É o 58º troféu de Federer na carreira, mas apenas seu primeiro na temporada. O suíço não conquistava um título desde o US Open do ano passado. Em Masters Series, a seca era ainda maior: seu último troféu veio no Masters de Cincinnati, em 2007.

Para Nadal, a derrota significa o fim se sua série de 33 vitórias no saibro. Ele não perdia em sua superfície favorita desde o dia 7 de maio do ano passado, diante do compatriota Juan Carlos Ferrero.

 

Espanhol teve chances

Nadal não brilhou e se movimentou com menos rapidez em quadra, mas bem que teve oportunidades no primeiro set. As chances, porém, apareceram muito mais por erros de Federer do que por mérito do espanhol.

 

Logo no segundo game, Federer mandou uma direita para fora e cedeu um break point, mas se salvou no ponto seguinte. No sexto game, após abrir 30/0, o suíço cometeu dois erros e uma dupla falta, cedendo nova chance de quebra. Federer, no entanto, se salvou com uma subida à rede que forçou Nadal a mandar uma passada para fora.

 

Três games depois, foi a vez de Nadal falhar. O espanhol cometeu uma dupla falta e permitiu a quebra com outro erro não forçado, mandando um backhand na rede. O suíço confirmou seu saque em seguida e fechou a parcial.

O segundo set não foi muito diferente. Federer sacou bem e dominou a maioria das trocas contra um Nadal que não se movimentava como de costume e já parecia desanimado em quadra. O número 1 resistiu pouco e cedeu uma quebra no quinto game, que deu a vantagem decisiva ao suíço.

Federer só vacilou no décimo game, quando sacava para fechar. Com dois erros não forçados, cedeu dois break points, mas se salvou graças a dois erros do espanhol. Nadal ainda salvou um match point, forçando o número 2 a volear na rede, mas na segunda chance que teve, Federer selou a fatura com um ace.

globoesporte.com

 

Deixe seu Comentário