Por pbagora.com.br

O técnico da seleção brasileira, Dunga, chamou a polícia para retirar uma equipe de um programa de televisão que se instalou na frente de sua casa no bairro Ipanema, na zona sul de Porto Alegre, na noite deste sábado. Um repórter ficou até as 23h em frente à residência do treinador pedindo a convocação do atacante santista Neymar. Três carros da Polícia Civil foram ao local.

Incomodado com a situação, Dunga registrou ocorrência na 6ª Delegacia de Polícia, no bairro Tristeza. Ao chegarem ao local, os policiais obrigaram a equipe a desligar os holofotes que apontavam para a casa do treinador. Sem as luzes, foi permitido que o repórter permanecesse.

– Ele colocaram holofotes em frente à casa de Dunga, perturbando a família toda. Não podem fazer isto, é invasão de privacidade. Nós permitimos que eles continuassem, mas sem os holofotes – disse o inspetor volante da Polícia Civil, João Braga.

Braga ficou no local durante a realização do programa, que terminou às 23h de sábado. O inspetor acredita que o caso ainda terá repercussão.

– Creio que alguém da emissora será chamado para dar explicações – disse

 

G1

Notícias relacionadas

Flamengo mostra interesse e entra na briga pelo paraibano Hulk

O atacante paraibano Hulk pode ser o próximo reforço do Flamengo. O rubro-negro já demonstrou interesse em contar com o futebol do paraibano que deixou o futebol chinês, e pode…