Fluminense e Botafogo entram em campo nesta quarta-feira, às 21h50, pela semifinal da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, lutando por uma vaga na grande finalíssima, no próximo domingo, dia 1º de março, às 16h. O empate no tempo normal leva a decisão para as penalidades máximas. O vencedor vai encarar o Resende, que derrotou o Flamengo, no último sábado, por 3 a 1.

Além da vaga na final do turno, o clássico desta quarta-feira travará um duelo especial entre os meias Maicosuel, do Botafogo, e Thiago Neves, do Fluminense. Amigos desde os tempos de Paraná Clubes, ambos apostaram um jantar: quem perder, é claro, paga.

Porém, as brincadeiras param por aí. Entre os treinadores, o clima é de tensão. Isso porque, tanto René Simões, quanto Ney Franco estão com problemas. O Botafogo não terá Victor Simões, lesionado. Já Maicon, machucado no tornozelo direito, dificilmente terá condições de jogo.

Caso não possa contar com Maicon, René Simões já decidiu pela entrada de Leandro Amaral, ao lado de Everton Santos, que ganhou a vaga de Roger. O zagueiro Edcarlos, que tinha sido suspenso pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), só vai jogar graças a um efeito suspensivo conseguido pelo departamento jurídico tricolor.

"Ainda bem que o Mário Bittencourt (advogado do Fluminense) conseguiu este efeito suspensivo e poderei entrar no clássico. Estava muito triste com a possibilidade de ficar fora do jogo", disse Edcarlos, acrescentando.

"Favorito para o jogo é o Botafogo, que fez melhor campanha. Nós chegamos como surpresa, depois de termos poucas chances de classificação. Clássico é sempre tenso, espero uma partida dura e com pouca diferença no placar. Já penso até na hipótese da vaga para a final ser decidida nos pênaltis", emendou o zagueiro.

Pelo lado do Botafogo, como não terá Victor Simões, Ney Franco optou pelo esquema 3-6-1, com Leandro Guerreiro saindo da zaga para a cabeça-de-área e com Emerson ocupando esta função, juntamente com Wellington e Juninho.

"A nossa equipe sabe jogar no 3-6-1. Dizem que quem joga com três zagueiros ou três volantes vem fechado. Não é dessa forma. Vamos com uma proposta de marcação. O Fluminense também tem seu ponto forte. Vamos marcar firme, mas também chegar à frente para ajudar", disse Juninho, complementando.

"No futebol hoje em dia tem que anular as principais jogadas do adversário. Eles (Fluminense) também estão preocupados com a gente, em anular nossas principais jogadas", emendou o xerife da zaga alvinegra.

Torneio Moisés Mathias de Andrade

Na preliminar, às 19h15, Cabofriense e Mesquita duelam pela semifinal do Torneio Moisés Mathias de Andrade, ex-zagueiro do Bangu, Corinthians, seleção brasileira e outros tantos clubes. O vencedor encara o Americano, que eliminou o Macaé, na final. O campeão fatura um prêmio de R$ 25 mil. No segundo turno, o troféu levará no nome de João Ellis Filho, ex-presidente do Campo Grande na década de 80.

FLUMINENSE x BOTAFOGO

Data: 25/02/2009 (quarta-feira)
Horário: 21h50
Transmissão na TV: Redes Globo e Bandeirantes para o Rio de Janeiro. PPV para o restante do Brasil.
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Péricles Bassols
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha e Jorge Luís Campos Roxo

Fluminense
Fernando Henrique; Mariano, Luiz Alberto, Edcarlos e Leandro; Fabinho, Diguinho, Darío Conca e Thiago Neves; Maicon (Leandro Amaral) e Everton Santos.
Técnico: René Simões

Botafogo
Renan; Wellington, Juninho e Emerson; Alessandro, Leandro Guerreiro, Léo Silva, Fahel, Maicosuel e Thiaguinho; Reinaldo.
Técnico: Ney Franco

 

UOL Esportes

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do Campinense promete time forte para 2020

Oficialmente eleito presidente do Campinense, Paulo Gervany predente montar um time forte para a temporada 2020. Candidato único ao cargo máximo do clube, o dirigente precisou apenas de um pleito…