A pedido da torcida, Kléber entrou no segundo tempo e, em 14 minutos, mudou a história da estreia do Cruzeiro na Copa Libertadores 2009. Com dois gols do atacante, que foi expulso em seu primeiro jogo com a camisa celeste, o time mineiro derrotou o Estudiantes, por 3 a 0, nesta quinta-feira, no Mineirão, e assumiu a liderança isolada do grupo 5 da competição.

O Cruzeiro estava mal na partida. Kléber substituiu a Thiago Ribeiro aos 15min da etapa final. Dois minutos depois, Fernandinho abriu o placar, em cobrança de pênalti. A partir daí o ex-palmeirense, apelidado de Gladiador, entrou em ação e viveu uma noite de herói e vilão.

Kléber marcou dois gols relâmpagos, aos 24min e 27min. Porém, como recebeu o cartão amarelo na comemoração do gol, o atacante levou o segundo ao fazer falta em Verón e foi expulso pelo árbitro Carlos Amarilla. Com a expulsão logo na estreia pelo Cruzeiro, o atacante alimentou a fama de jogador indisciplinado e acostumado aos cartões.

"Infelizmente acabei sendo expulso. Mas ficou feliz de ter entrado, de poder ajudar o Cruzeiro, com dois gols, se movimentando bastante. Acho que o time está de parabéns, e a torcida deu um grande exemplo de apoiar o time. Espero que nós próximos jogos seja assim também porque vamos precisar muito do torcedor", disse Kléber em entrevista coletiva após o jogo.

O atacante foi contratado junto ao Dynamo de Kiev, envolvido na negociação de Guilherme com o clube ucraniano. Logo depois de anunciado, Kléber foi alertado pelo técnico Adilson Batista sobre o excesso de cartões levados no ano passado atuando pelo Palmeiras. No entanto, em seu primeiro jogo, foi expulso.

Apesar de estar com um jogador a menos o restante do segundo tempo, o Cruzeiro administrou o resultado e garantiu a vitória importante. O time celeste assumiu a liderança do grupo 5 com três pontos, uma vez que o Universitário de Sucre e Deportivo Quito empataram por 1 a 1 na estreia e somaram um ponto cada um.

O próximo adversário do Cruzeiro, na Libertadores, será o Deportivo Quito, do Equador, que convive com salários atrasados e greve de atletas. O jogo está marcado para Quarta-feira de Cinzas, dia 25, em Quito. Antes disso, a equipe celeste enfrenta o Uberaba, pelo Campeonato Mineiro, no sábado 21, no Triângulo Mineiro.

Com a vitória sobre o Estudiantes, o Cruzeiro manteve 100% de aproveitamento na temporada. O time venceu os oito jogos que disputou neste ano, sendo dois pelo torneio de verão do Uruguai, cinco pelo Mineiro e o desta quinta-feira da Libertadores.

No primeiro tempo, o Cruzeiro foi surpreendido pelo Estudiantes, que não se intimidou e partiu para cima dos donos da casa. Com marcação forte, o time argentino chegou com perigo ao gol de Fábio. A equipe mineira não conseguiu furar o bloqueio dos visitantes e pouco criou na etapa inicial.

O Cruzeiro continuou com dificuldade no segundo tempo e ainda era ameaçada pelo Estudiantes. Dois minutos da entrada de Kléber, no lugar de Thiago Ribeiro, o time mineiro abriu o placar no Mineirão. O árbitro marcou pênalti de Germán Re em Wellington Paulista. Fernandinho cobrou forte no canto direito do goleiro Andújar.

Aos 24min, Kléber recebeu de Wellington Paulista e bateu cruzado para ampliar para o Cruzeiro. Três minutos depois, o atacante voltou a marcar para o time da casa. Em seguida, aos 29min, Kléber, que havia recebido o cartão amarelo no lance do gol, foi amarelado novamente e acabou expulso de campo.

CRUZEIRO 3 x 0 ESTUDIANTES

Cruzeiro
Fábio; Jonathan, Thiago Heleno, Leonardo Silva e Fernandinho; Fabrício (Elicarlos), Henrique (Jancarlos), Marquinhos Paraná e Wagner; Wellington Paulista e Thiago Ribeiro (Kléber)
Técnico: Adilson Batista

Estudiantes
Andújar; Angeleri, Desábato, Cellay e Germán Re (Sanchez Prette); Perez (Fernandez), Braña, Verón e Benítez; Salgueiro e Boselli (Calderon)
Técnico: Leonardo Astrada

Data: 19/2/2009 (quinta-feira)
Público: 33.969 pagantes
Renda: R$ 827.617,50
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Auxiliares: Emigdio Ruiz (PAR) e Rodney Aquino (PAR)
Cartões amarelos: Henrique, Thiago Heleno, Leonardo Silva, Wagner, Kléber (Cruzeiro); Germán Re, Boselli, Cellay, Braña (Estudiantes)
Cartões vermelhos: Kléber (Cruzeiro)
Gols: Fernandinho, aos 17min, Kléber, aos 24min e 27min do segundo tempo

UOL

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Belo-PB vai para o tudo ou nada em cima do Náutico e espera o apoio da torcida

A diretoria do Botafogo-PB já decidiu que só resta um caminho para o time continuar no G4, do Campeonato Brasileiro da Série C que é ir para o tudo ou…

Bota-PB perde para o Náutico e se complica na Série C

Com bom público no estádio Almeidão, em João Pessoa, o Botafogo-PB recebeu o Náutico pela décima sétima rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Voltando a jogar…