A Paraíba o tempo todo  |

Crise em São Januário faz pai de Julio Cesar trocar o filho pelo Vasco

Família, família, futebol à parte. O ditado está adaptado, mas cabe perfeitamente na situação que o pai de Julio Cesar passará neste domingo, quando Vasco e Fluminense entrarem no gramado do Maracanã, às 18h30m (de Brasília), para o clássico válido pela sétima rodada da Taça Rio. Vascaíno fanático e ex-jogador do clube, César, genitor do lateral-esquerdo, usa a tabela para justificar a torcida por uma boa atuação do filho e vitória cruzmaltina.

Com o time da Colina correndo sério risco de ficar fora da semifinal da Taça Rio e o Tricolor praticamente classificado, ele titubeia mas afirma que um triunfo do Vasco será muito bem-vindo, desde que com gol do filhão.

– É difícil. O Vasco foi o clube que me projetou e hoje vejo meu filho com a camisa do Fluminense. Vou para o Maracanã com o coração dividido por essas paixões. Mas o Vasco precisa mais e vou torcer por ele com o Julio jogando bem. O placar de 2 a 1 para o Vasco com gol dele está excelente.

 

Ex-atacante com passagens pelo futebol europeu e até mesmo pela seleção brasileira, Cesar lembra com carinho o tempo em que defendeu o clube do coração, entre 1980 e 81. Deste período, ficou a amizade com o atual presidente do clube, Roberto Dinamite.

– A situação do Vasco está bem difícil. Fico triste e torcendo pelo Roberto, que é um grande amigo. Merece dar a volta por cima.

E não é apenas o pai de Julio Cesar que é vascaíno. Em casa, a esposa Fernanda também torce para o time de São Januário. Com ela, no entanto, o lateral não tem dúvidas de que a torcida será tricolor.

– Não tem essa, não. Ela já até foi na semifinal da Taça Guanabara e torceu pelo Fluminense. Foi a primeira vez que ela foi ao estádio torcer contra o Vasco.

Com 16 pontos, o Fluminense é o segundo colocado do Grupo A da Taça Rio, atrás do Flamengo apenas no saldo de gols: 12 a 11. E se classifica para a semifinal com um simples empate.

 

 

globoesporte.com

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe