Com gol de Dentinho, o Corinthians derrotou o Santos por 1 a 0, no Pacaembu, neste domingo, pela 15ª rodada do Campeonato Paulista, e deixou o rival fora do grupo dos quatro primeiros colocados do torneio.

Agora, a equipe do Parque São Jorge possui 33 pontos, na segunda colocação, e o time da Vila Belmiro soma 27 pontos, na quinta posição. No entanto, a sexta colocada, a Portuguesa, que também tem 27 pontos, ainda joga neste domingo, contra o Ituano. O líder da competição é o Palmeiras, que ao empatar por 1 a 1 no sábado com o Guaratinguetá foi aos 37 pontos e se vê agora a apenas quatro do arquirrival Corinthians.

No clássico deste domingo, as atenções estavam voltadas, principalmente, aos ataques das duas equipes. O Corinthians contou com o maior artilheiro das Copas do Mundo, o experiente Ronaldo, 32. Já o Santos colocou entre os titulares o garoto Neymar, que no dia 5 de fevereiro fez 17 anos. A revelação é a principal aposta da equipe santista.

Os dois jogadores, no entanto, fizeram atuações discretas e foram substituídos no segundo tempo da partida.

Diante do Santos, o Corinthians obteve a sua primeira vitória na atual temporada contra um time que faz parte da Série A do Campeonato Brasileiro. Pelo Estadual, o time tinha empatado com São Paulo, Palmeiras, Barueri e Santo André. A equipe também voltou a vencer um clássico paulista; a última vez tinha sido em outubro de 2007, contra o São Paulo, pelo Nacional. O técnico Mano Menezes conquistou o seu 1º triunfo em clássicos no Corinthians desde que assumiu o clube, no início de 2008.

Mano armou a equipe com os meias Boquita e Douglas. Dentinho fez a dupla de ataque com o Fenômeno. O zagueiro Chicão e o volante Elias, que se recuperaram de contusões e eram dúvidas, foram titulares.

O Santos também teve uma formação ofensiva. Além de Neymar, o técnico Vagner Mancini escalou o atacante Roni e o centroavante Kléber Pereira.

A partida começou muito disputada. O Corinthians foi mais vezes ao ataque e abriu o placar aos 16min. Douglas lançou a bola na área, e Dentinho saltou para cabecear e balançar as redes.

O gol animou os corintianos, que não diminuíram o ritmo e buscaram ampliar a vantagem. Ronaldo não ficou parado perto da área e recuou para receber as bolas e tentar dribles ou trocar passes.

O Santos resistiu ao ímpeto do rival e passou a jogar melhor na parte final do primeiro tempo. Neymar arriscou um chute de fora da área e por pouco não empatou o jogo, aos 40min.

No segundo tempo, o jogo ficou equilibrado. Como precisava reagir na partida, o Santos adiantou a sua marcação, porém cedeu mais espaço para os contra-ataques.

Neymar teve oportunidade de marcar para o Santos, aos 10min, mas errou no momento de chutar ao gol. Logo depois, Ronaldo também falhou ao finalizar e desperdiçou boa chance para o Corinthians.

Vagner Mancini, aos 14min, decidiu alterar a equipe santista: tirou Neymar e colocou o meia Madson.

O Santos tentou iniciar uma pressão, mas o Corinthians procurou marcar forte, trocar passes no meio-campo, e explorar as brechas da defesa do rival.

Ronaldo foi substituído aos 37min para a entrada de Jorge Henrique, que deu mais fôlego ao time nos momentos finais.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta a Ponte Preta, no Pacaembu, na quarta-feira. No mesmo dia, o Santos pega o Santo André na Vila.

Folha Online

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário