Depois do empate em Curitiba, o Corinthians voltou a vencer no Campeonato Brasileiro e vai terminar a 9ª rodada ainda como líder e invicto.

Na Arena Corinthians, Jô, Balbuena e Marquinhos Gabriel foram os autores dos gols da vitória por 3 a 0 contra o Bahia, que levou o time paulista aos 23 pontos, garantindo a ponta da tabela de classificação, mesmo que o Grêmio vença o Coritiba em partida que fecha a rodada, em Porto Alegre, ainda nesta noite.

Para o confronto direto entre Corinthians e Grêmio, marcado para o domingo, às 16 horas (de Brasília), em Porto Alegre, o técnico Fábio Carille não terá Gabriel, que estava pendurado, levou o cartão amarelo e ainda foi expulso.

Já o Bahia, 15º colocado com 10 pontos, vai receber o Flamengo na Fonte Nova, também no domingo, mas às 18h30, e não terá Renê Júnior, que também recebeu o cartão vermelho na noite desta quinta-feira.

Jô perde, Jô marca

A primeira boa chance do jogo foi do Bahia. Aos 6 minutos, Allione cruzou para a área. Depois de um bate-rebate, Zé Rafael ficou com ela e mandou um forte chute no canto, mas Cássio apareceu para fazer grande defesa.

Na metade da primeira etapa, o atacante do Corinthians iria do "inferno" ao "céu" em um minuto. Aos 23, Romero recebeu lançamento, invadiu a área e rolou para trás. Jô recebeu na altura da marca do pênalti, mas finalizou mal, errando por muito o gol de Jean.

O camisa 7, porém, não teve muito tempo para lamentar. Aos 24, Fágner acertou um passe na medida para Jô, que driblou o goleiro e mandou para a rede.

Em ótimo momento com a torcida, Jô deixou o campo aos 37 da segunda etapa, para a entrada de Kazim, e foi ovacionado pelas arquibancadas da Arena.

Cartões polêmicos e desfalque para domingo

O Corinthians entrou em campo com Fágner e Gabriel pendurados, e perdeu o volante para o confronto de domingo, contra o Grêmio, logo aos 12 minutos, após falta em Vinícius, e viu o time do Bahia cobrar sua expulsão pouco depois, em lance que o árbitro entendeu que não era para cartão.

Mas a arbitragem seria destaque pelos cartões na segunda etapa. Aos 10, Gabriel desarmou Vinícius antes do chute, mas a arbitragem viu ação faltosa no lance, e deu o segundo amarelo para o jogador do Corinthians, que acabou sendo expulso.

O Bahia, contudo, teria menos de cinco minutos com vantagem numérica. Na lateral do campo, Fágner deu um chapéu em um adversário e disputou a bola com Renê Júnior pelo alto. O jogador do Bahia atingiu o lateral e também foi outro a levar o segundo amarelo, deixando 10 contra 10 em campo.

 

 

Fechando a conta

Fora as expulsões, o segundo tempo do jogo foi muito menos agitado que o primeiro. Em vantagem, o Corinthians recuou, tentando apostar no contra-ataque. Mesmo com a bola nos pés por mais tempo, o Bahia não conseguia levar perigo ao gol de Cássio.

O placar parecia estar definido, mas o Corinthians evitaria uma pressão nos minutos finais. Aos 33, após cobrança de escanteio, Romero desviou e Balbuena apareceu tranquilo, atrás da defesa, para marcar o segundo. Mas ainda havia tempo para mais um.

Depois de Romero e Kazim perderem boas chances, Marquinhos Gabriel marcou um golaço para fechar a conta aos 47 da segunda etapa.

 

ESPN

Deixe seu Comentário