O Corinthians teve domínio no meio-campo e maior posse de bola. Só que pouco chutou. Como castigo, levou gol de pênalti do retrancado Atlético-PR e perdeu por 1 a 0 a partida na Arena da Baixada, na tarde deste domingo, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Foi o atacante Cleo quem converteu, aos 41 minutos do primeiro tempo, a cobrança de um pênalti claro de Elias sobre ele mesmo. O resultado leva o Atlético-PR para a décima colocação, com 31 pontos, e o Corinthians cai para o sétimo posto, com 40.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Sport, no sábado, às 18h30, no Itaquerão. Já o Atlético-PR faz o clássico contra o Coritiba, no Couto Pereira, no mesmo dia, às 16h20.

Fases do jogo

O Corinthians teve boa movimentação e dominou a primeira etapa com controle bem maior da posse de bola. O grande problema é que o time pouco finalizou.

Por uma dessas jogadas ao preferir passe do que chute, Malcom chegou a levar bronca. Já Guerrero chutou a melhor chance corintiana da primeira etapa para fora.

O Atlético-PR ficou o duelo inteiro posicionado à espera de contra-ataques. Eles eram mais perigosos e incisivos. Basta ver que o time levou boa vantagem em finalizações na primeira etapa – 8 a 2.

A vantagem paranaense também no placar foi conquistada em pênalti claro de Elias sobre Cleo. O mesmo atacante marcou aos 41 minutos.

O cenário do segundo tempo com o Atlético-PR em vantagem óbvio que foi o mesmo. O time paranaense permaneceu ainda mais fechado com a saída do atacante Douglas Coutinho e entrada do lateral Sidcley logo nos primeiros minutos da etapa.

O melhor: Cleo – De fora dos últimos seis jogos por lesão na coxa, ele foi a surpresa na escalação do Atlético-PR e fez ótima partida. Prendeu zagueiros e foi peça chave para os contra-ataques. Ainda sofreu e convertou o pênalti da vitória.

O pior: Elias – Atuou como primeiro volante nos 45 minutos inciais e ficou sem a principal virtude de chegada ao ataque. Foi mal na marcação e cometeu pênalti infantil em Cleo.

A chave do jogo: Retranca – O Atlético-PR foi para o ferrolho e teve sucesso. O time ficou posicionado durante os 90 minutos atrás da linha da bola, e cumpriu bem o papel em saída em velocidade.

Toque dos técnicos: Claudinei Oliveira surpreendeu ao escalar três atacantes. Só que isso não deixou a equipe ofensiva, e sim posicionada com dois jogadofres rápidos pela ponta à espera de contra-ataques. Já Mano Menezes avisou que o time seria mais "leve" e realmente o meio-campo corintiano foi de muita dinâmica. O treinador corintiano tentou levar o time à frente sacando Elias e colocando Romero no segundo tempo.

Para lembrar:

Bronca do "pai". O garoto Malcom levou uma dura do companheiro Gil ainda no primeiro tempo por passar a bola ao invés de finalizar. O zagueiro carrega a fama de principal conselheiro do jovem no grupo.

Preocupação. O atacante Douglas Coutinho bateu a cabeça no ombro de Cássio em uma disputa aérea e ficou caído no gramado gerando apreensão em todos. Ele chegou a desmaiar e foi substituído. Douglas Coutinho está bem, sem lesões, segundo o departamento médico do clube.

Uol

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraibano Santos ganha primeira convocação para Seleção Brasileira

Campeão da Copa do Brasil na quarta-feira (18) pelo Athletico Paranaense, o paraibano Santos, foi convocado pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira nos próximos dois amistosos. Natural de…