da Lancepress

O Usoc (Comitê Olímpico Norte-Americano) vai oferecer assistência ao nadador Michael Phelps. O diretor-geral da entidade, Jim Scheer, também disse que pretende ter uma conversa particular com a estrela dos Jogos de Pequim, em 2008, competição em que conquistou oito medalhas de ouro.

Phelps se transformou no pivô de uma grande polêmica ao ser flagrado fumando maconha durante uma festa. O nadador pediu desculpas publicamente pelo deslize e, abatido, já considerou abandonar a carreira antes dos Jogos de Londres, em 2012.

"Baseado no ocorrido, nós estamos excepcionalmente desapontados. Vamos atrás de uma conversa direta com ele e com as pessoas próximas dele", disse Jim Scheer, de acordo com a revista "Sports Illustrated".

Apesar da insatisfação, o Usoc não pode fazer muita coisa para penalizar o nadador, uma vez que as regras de antidoping não punem atletas que são flagrados pelo uso de maconha quando estão fora de competição.

"Acho, obviamente, que seus patrocinadores e as pessoas próximas dele estão preocupados em saber se isso pode se repetir ou foi apenas um deslize", disse o dirigente.

Os patrocinadores de Michael Phelps já anunciaram que os contratos com o nadador estão mantidos, apesar de terem condenado o comportamento do atleta.

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Flamengo domina e Athletico tem dois representantes na seleção do Brasileirão 2019

Campeão com 16 pontos de vantagem, o Flamengo dominou, também, os escolhidos para a seleção do Campeonato Brasileiro de 2019. Na noite desta segunda-feira, na festa do Prêmio do Brasileirão,…