Na maioria de suas participações na Copa do Brasil, o Atlético-MG começa bem, mas não consegue manter o nível nas fases seguintes, o que explica o fato de nunca ter disputado ao menos a final da competição. Na edição deste ano do certame, o alvinegro mineiro iniciou novamente de forma positiva, ao golear o Itabaiana, por 5 a 0, no estádio Presidente Médici, na cidade sergipana do mesmo nome. A esperança do seu torcedor agora é que o final da história, dessa vez, seja diferente.
 

O artilheiro atleticano Diego Tardelli deixou sua marca, novamente, mas o destaque foi o estreante Carlos Júnior, jovem contratado após ser observado um mês por Leão, que entrou no segundo tempo e fez dois gols na goleada do Atlético sobre o líder do campeonato sergipano.

 

Com o resultado, o time do técnico Leão alcançou seu objetivo e garantiu vaga à etapa seguinte da Copa do Brasil, sem necessidade do jogo da volta, que estava marcado para o dia 4 de março, no Mineirão. O Atlético aguarda a definição do confronto entre Guaratinguetá e Caxias. No primeiro jogo, também na noite desta quarta-feira, o time paulista ganhou por 2 a 0 e pode até perder por um gol de diferença na segunda partida.

 

"Não é que a vitória tenha sido fácil, nós merecemos torná-la um pouco mais fácil. O adversário tem vontade muito grande e nem poderia ser diferente, nós usamos um pouco a técnica, a inteligência para ganhar o jogo com um pouco mais de facilidade", afirmou Leão. "Parece que a vitória por 5 a 0 foi folgada, mas porque nós construímos com dificuldades", acrescxentou o treinador atleticano.

 

Esta foi a quarta vez consecutiva que o Atlético-MG elimina a necessidade do jogo da volta, logo na primeira fase da Copa do Brasil. Nos últimos três anos, o time atleticano havia despachado de cara o catarinense Hermain Aichinger (3 a 0), o Colo Colo, da Bahia (3 a 1) e o Palmas, de Tocantins (7 a 0). Já o Itabaiana não conseguiu repetir o feito do ano passado, quando perdeu por 1 a 0 para o Vasco na primeira partida e jogou a Segunda no Rio, quando foi derrotado, por 3 a 2, sendo eliminado.

 

O Atlético-MG começou o jogo com amplo domínio. Aos 11min, o veterano lateral-esquerdo Júnior abriu o marcador, ao acertar forte chute de esquerda, vencendo o goleiro Ricardo Gomes. Dois minutos depois, a equipe visitante balançou as redes novamente do Itabaiana, dessa vez com Diego Tardelli. Mas, o gol foi anulado pelo árbitro baiano Arílson Bispo da Anunciação, por impedimento.
 

O Itabaiana não conseguia se acertar em campo, errando passes em demasia, demonstrando nervosismo. A consequência do domínio atleticano foi o segundo gol, logo aos 14min, marcado pelo seu goleador Diego Tardelli, que chegou a 11 gols em oito jogos com a camisa alvinegra.

 

Quando a goleada, ainda no primeiro tempo, parecia questão de tempo, o Atlético diminuiu o ritmo, permitindo o crescimento do Itabaiana. "A gente acomodou um pouquinho depois do segundo gol e isso não pode acontecer. Lembro do jogo de |Juiz de Fora, quando fizemos 2 a 0 e cedemos o empate", comentou Diego Tardelli, referindo-se à partida contra o Tupi, pela segunda rodada do Mineiro, que terminou em 2 a 2.

 

Para o zagueiro Leandro Almeida, não foi o Atlético que acomodou, mas o Itabaiana que cresceu em campo e mostrou qualidade. "O time deles aumentou o volume de jogo", concordou Éder Luís. O time da casa conseguiu ameaçar o gol atleticano, chegando a mandar uma bola na trave, aos 26 minutos, em cabeçada do zagueiro Éri.

 

O técnico Marcelo Sergipano fez duas mudanças nas sua equipe para a volta ao segundo tempo. Ele colocou Kiko no lugar do estreante Deivid e Luciano Pirambu no posto de Lelê. Já o Atlético voltou com a mesma formação, preocupado em cadenciar a partida, enquanto o Itabaiana apostou na correria e na vontade em cada disputa de bola.

 

Os donos da casa tiveram uma chance no começo da etapa final, mas, sem forçar muito, o Atlético ampliou o marcador e construiu a sua goleada, fazendo 5 a 0. O terceiro foi do lateral-direito Marcos Rocha. Logo depois desse gol, Leão tirou Welton Felipe e Leão Almeida, que não enfrentarão o Rio Branco, sábado que vem, pelo Mineiro, por estarem suspensos, colocando Werley e Marcos. Ele promoveu também a estreia de Carlos Júnior, que entrou no lugar de Yuri e marcou dois gols.

 

uol

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Botafogo vence CSA e Bahia tropeça em casa

Do uniforme ao estilo de jogo, o Botafogo mostrou um novo visual e venceu o CSA por 2 a 1, nesta segunda-feira, no Nilton Santos. No segundo jogo sob o…

Alisson, Firmino e Marta são finalistas da Bola de Ouro

A revista France Football divulgou nesta segunda-feira a lista de candidatos ao seu prêmio anual e incluiu três brasileiros entre os candidatos à Bola de Ouro. O goleiro Alisson e o atacante Roberto Firmino, ambos do Liverpool,…