Convocado pelo técnico Tite para a seleção brasileira, Bruno Henrique segue atravessando uma fase iluminada. Após ser o destaque na goleada por 4 a 1 sobre o Vasco no último fim de semana pelo Campeonato Brasileiro, o atacante Bruno Henrique decidiu novamente hoje (21) e fez dois gols na vitória do Flamengo por 2 a 0 sobre o Internacional, no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores.

O primeiro tempo foi muito equilibrado, com o Flamengo tentando implementar uma pressão, mas esbarrando na marcação do Internacional, enquanto o Colorado tentava sair sem muito sucesso nos contra-ataques. Já na etapa final, brilhou a estrela de Bruno Henrique, tendo feito o primeiro gol após belo passe de Everton Ribeiro e o segundo depois de boa jogada de Gabigol, onde o atacante recebeu e chutou no cantinho do goleiro Marcelo Lomba.

Agora, no jogo de volta, o Flamengo pode perder até por 1 a 0 que fica com a vaga nas semifinais. Ao Internacional resta vencer por três ou mais gols de diferença ou devolver o 2 a 0 para levar a decisão para os pênaltis. Neste domingo (25) as equipes viram a chave e atuam pelo Campeonato Brasileiro como visitantes. O Rubro-negro encara o Ceará, às 19h, em Fortaleza (CE), e o Colorado pega o Goiás, às 16h, em Goiânia (GO).

Os gols de Bruno Henrique na partida aconteceram na etapa final. O primeiro aconteceu aos 29 minutos e o segundo aos 33. Nos acréscimos, o colorado Nico López ainda perdeu uma grande chance para o Internacional.

O atacante fez dois gols e foi o que mais incomodou a defesa do Internacional, arriscando chutes e fazendo o goleiro Marcelo Lomba trabalhar. Os piores – Arrascaeta e Edenilson Debilitados antes da partida, os meias Arrascaeta, do Flamengo, e Edenilson, do Internacional, tiveram seus desempenhos afetados por conta de seus quadros clínicos. O rubro-negro, por exemplo, precisou ser substituído no intervalo por conta de uma gastroenterite e teve uma atuação apagada. O colorado também teve um rendimento abaixo.

Em seu primeiro reencontro com a torcida do Flamengo no Maracanã, o atacante Guerrero não foi perdoado pelos rubro-negros e, a todo o momento, foi vaiado e xingado em coro. Em campo, não conseguiu qualquer vitória sobre a defesa rubro-negra. Preso em meio a Marí e Rodrigo Caio, o peruano chamou mais atenção por reclamações do que por lances em que poderia ter marcado.

O Internacional iniciou a partida com uma marcação alta, mas com as linhas defensivas muitos espaçadas, algo que estava dando campo para o rubro-negro Everton Ribeiro. Notando esta situação, o técnico Odair Helmann recuou o time e aproximou as linhas, tornando o sistema defensivo mais sólido. No segundo tempo, porém, o Colorado afrouxou novamente a marcação e sofreu os gols. Inter pede pênalti Aos 41 minutos do primeiro tempo, Patrick foi esperto ao roubar uma bola de Rafinha na linha de fundo e rolar para Guerrero. No momento do chute, o peruano foi travado e o Internacional ficou pedindo pênalti. A arbitragem sequer ouviu o VAR e mandou o jogo seguir.

Uol

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Volpi falha no fim, e São Paulo perde de desfalcado Athletico-PR

O São Paulo decepcionou sua torcida no Estádio do Morumbi durante a tarde deste domingo. Desfalcado e dirigido por um técnico interino, o Athletico-PR contou com uma falha do goleiro…

Paraibana conquista prata no Pan-Americano Sub-15 de Judô

A Paraíba foi destaque, mais uma vez, em uma disputa internacional com a conquista da medalha de prata por Eduarda Oliveira, no sábado (9), no Pan-Americano Sub-13 e Sub-15 de…