A Paraíba o tempo todo  |

Brasil vira sobre o Comitê Russo e vai à semifinal no vôlei feminino

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Foi preciso bem mais que paciência. Depois daquele começo de jogo, quando nada parecia dar certo, duas mexidas fizeram mudar o rumo em quadra. Ao chamar Macris e Rosamaria, José Roberto Guimarães deu novo ritmo a um time em descompasso. Sob o comando da dupla, o Brasil garantiu seu lugar na semifinal das Olimpíadas de Tóquio na marra. Uma virada com gosto de confiança: 3 sets a 1, parciais 23/25, 25/21, 25/19 e 25/22. Na próxima sexta-feira, em horário ainda a ser definido, encara a Coreia do Sul por um lugar na decisão.

A seleção não teve um bom começo. Àquela altura, tinha problemas para cobrir e defender os ataques incansáveis de Fedorovtseva e Goncharova. Em um jogo tranquilo, Macris talvez nem entrasse em quadra. Fora dos dois últimos jogos por uma entorse no tornozelo direito, a levantadora começou na reserva. Ao lado de Rosamaria, entrou no segundo set para mudar o jogo. A dupla comandou a virada rumo às semifinais.

A Rússia joga sob o nome de ROC por conta da punição imposta devido ao escândalo de doping no esporte do país. Não pode usar nome, bandeira ou qualquer coisa que lembre sua nação – ainda que o vermelho do uniforme não deixe esconder.

PB Agora com Globo Esporte

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      36
      Compartilhe