A autópsia no corpo de Rafael Duarte apontou afogamento como causa da morte do atleta. Praticante de marcha atlética, ele foi encontrado morto na piscina do condomínio onde morava na manhã do último domingo.

 

Rafael havia sido quarto colocado na edição 2002 do Mundial de marcha atlética, mas teve a carreira interrompida por três temporadas por conta de uma leucemia. De volta às competições em 2005, ele ganhou prata na etapa de 50km da Copa Brasil da modalidade, no último dia 15.

 

Em entrevista a TV Globo, o treinador de Rafael, Valtinho Pereira da Silva, levantou a hipótese de o atleta ter morrido ao tentar fazer apneia (ficar um longo tempo debaixo d’água sem respirar).

 

"Era uma brincadeira que ele costumava fazer", comentou o técnico. Segundo ele, os bombeiros encontraram um cronômetro na piscina onde Rafael se afogou.

 

ig

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário