Por pbagora.com.br

O atacante Fábio Júnior não balançava as redes em partidas oficiais há mais de 8 meses. Depois de encerrar a carreira em 2012 por conta do trauma sofrido em meio a uma tragédia quando ainda atuava no futebol egípcio, o jogador ficou longas sete temporadas longe dos gramados. Voltou à ativa no ano passado para defender as cores do seu primeiro clube, o Campinense. Mas vinha tendo pouco ou nenhum espaço no time. Até começar a preparação para a Série D do Brasileiro deste ano. E desencantou. Foi bem nos amistosos, balançou as redes, mas faltava algo. E esse algo ele conseguiu nesse sábado. Fábio Júnior marcou os dois gols da vitória da Raposa contra o Afogados. E está se sentindo mais dentro de campo do que nunca.

Fábio Júnior vinha de boas atuações nos amistosos de preparação do Campinense, quando formou uma eficiente dupla de ataque com Rafael Ibiapino e nos quais marcou dois gols. Depois, passou em branco na estreia do time na Série D, no empate sem gols com o América-RN. Ontem, veio a redenção. O atacante se reencontrou com as redes adversárias em partidas oficiais. Marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o Afogados, no Amigão. Reviveu a emoção de marcar gols e comemorar com os companheiros um triunfo importante. Faltou a torcida nas arquibancadas para a festa ficar completa; mas, em tempos de pandemia, parece o cenário mais sensato. O fato é que Fábio Júnior empolgado. E não está sozinho: ele divide com os colegas de time os méritos pela vitória e ela sua boa atuação.

O Campinense buscava a sua primeira vitória na Série D. E conseguiu com uma participação imprescindível do seu veterano atacante, que foi eleito o melhor do time na partida contra a equipe pernambucana. Fábio Júnior não apenas marcou os dois gols da vitória rubro-negra, mas foi sempre participativo, referência no ataque, além de servir como um técnico dentro de campo, um capitão sem braçadeira.

Os gols dessa retomada aconteceram um em cada tempo do jogo. No primeiro, aos 14, Fábio Júnior entrou pela direita da área do Afogados, puxou para o meio e soltou a perna esquerda. Bonito gol. No segundo, aos nove, recebeu cruzamento da direita e apenas empurrou para as redes. E teve festa em campo. Aquela velha e conhecida comemoração, com o atacante fingindo ser um cantor e seus companheiros de time fingindo serem a plateia do astro. Os rubro-negros estavam felizes.

E Fábio Júnior explica por que só agora – e não na temporada passada, quando voltar a jogar futebol – está mostrando potencial, está provando que ainda tem competência para desfilar nos gramados.

– Conseguimos fazer um bom trabalho durante a pré-temporada e estamos dando conta do recado. Quando o jogador de futebol está bem fisicamente, é diferente. Eu estou bem fisicamente, estou mostrando meu potencial e nunca vou desistir – finalizou o atacante.

Redação com globoesportes.com

Deixe seu Comentário