Prestes a “pendurar a chuteira” o jogador Marcelinho Paraíba, revelou algumas mágoas com a diretoria do Treze. O craque que foi um dos responsáveis pelo acesso do Galo a Série C e este ano, ajudou a impedir o vexame do rebaixamento, revelou que não teve o reconhecimento devido de parte da diretoria alvinegra.

Ele disse que a  diretoria do Galo, que, segundo ele, não ofereceu nenhuma condição para que seu vínculo fosse estendido por mais uma temporada.

– Quero deixar claro que isso nunca partiu da torcida, mas por parte da diretoria e de alguns membros da comissão técnica do Treze. Esses foram os principais motivos que me fizeram optar pela Perilima e não ficar no Treze – completou.

Recém-contratado pela Perilima, o experiente meia de 44 anos foi apresentado oficialmente pela Águia de Campina na última segunda-feira e, em meio ao anúncio da sua aposentadoria para depois do Campeonato Paraibano de 2020 e tantos outros assuntos, o camisa 10 falou sobre seu ex-clube, o Treze.

Ele revelou ainda que na Perilima teve mais respeito, respaldo, carinho e reconhecimento. No Treze, mesmo conquistando muitas coisas, eu disse que não teve esse reconhecimento.

O meia anunciou, durante a sua apresentação à Perilima, que vai encerrar sua vitoriosa carreira como jogador de futebol após a edição de 2020 do Campeonato Paraibano.

Depois de vestir camisas pesadas do futebol brasileiro – como as de Grêmio, São Paulo, Flamengo, Coritiba e Sport, por exemplo – de defender a Seleção Brasileira e de se tornar ídolo no futebol alemão, com as cores do Hertha Berlin, Marcelinho Paraíba tem pela frente apenas mais alguns meses como jogador de futebol. Vai encerrar a carreira vestindo a casa da Perilima. O Estadual 2020 deve ser a última competição oficial que Marcelinho disputará como jogador. Ele já adiantou que pretende se tornar treinador de futebol após a aposentadoria.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário