Por pbagora.com.br

Após renovar convênio de cooperação acadêmica, científica e cultural com a Universidade de Salamanca, na Espanha, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) celebrou mais três convênios com instituições espanholas, fortalecendo sua política de internacionalização. Desta vez, os convênios foram firmados com o Centro de Estudos Brasileiros, com a Associação de Estudantes Brasileiros da Universidade de Salamanca e com o Instituto de Estudos Ibeamericanos de Salamanca. A formalização dos três convênios foi feita pelo vice-reitor da UEPB, professor Flávio Romero Guimarães, como parte da visita institucional a Espanha para participar do 4º Encontro Internacional de Reitores Universia.

Representando o Instituto de Estudos Ibeamericanos de Salamanca, assinou o convênio a diretora Maria Mercedes Garcia Monteiro. A Associação de Estudantes Brasileiros da Universidade de Salamanca foi representada pelo presidente da entidade, Daniel Valério Martins. Já pelo Centro de Estudos Brasileiros assinou o convênio o diretor Ignácio Berdugo Gómez de La Torre.

Flávio Romero explicou que os três convênios têm praticamente os mesmos objetivos, que é assegurar os meios de parceria para a execução de projetos de pesquisas, mobilidade de docentes e intercâmbio de discentes para participar de eventos internacionais, além da colaboração em eventos e publicações conjuntas entre as instituições. “São convênios que favorecem exatamente a internacionalização da UEPB e esse desenvolvimento de projetos em parcerias com as instituições”, frisou.

Como fruto dos quatro convênios assinados na Espanha, Flávio Romero praticamente deixou definida a participação no 4º Congresso Internacional de Direitos Humanos, que será realizado nos dias 29 e 30 de abril de 2019, na Universidade de Salamanca. “Será uma forma de unirmos forças para superar as dificuldades, porque tanto o Brasil passa por uma crise financeira, política e social, como a Espanha passa por uma forte crise financeira”, observou.

Ainda sobre o fortalecimento da política de intercâmbio, o vice-reitor lembrou que a UEPB, através da Coordenadoria de Relações Internacionais (CoRi), já encaminhou uma proposta ao Banco Santander, dentro do programa Santander Universidades, para ampliar os financiamentos das ações de mobilidade de pessoas, estendendo as bolsas para docentes pesquisadores em algumas áreas estratégicas na Universidade de Salamanca.

Flávio Romero considerou extremamente produtiva visita institucional a Espanha, visto que em apenas três dias cumpriu uma intensa agenda institucional e conseguiu assinar quatro convênios, além da participação da Instituição no 4º Encontro Internacional de Reitores Universia 2018, que reuniu mais de 700 reitores e vice-reitores de instituições de ensino superior da Europa e da América, em torno das discussões sobre “Universidade, Sociedade e Futuro”.

Redação com assessoria

 

Notícias relacionadas

UFPB oferece 100 bolsas para interiorizar ações de extensão

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio da Pró-reitoria de Extensão (Proex), divulgou nesta sexta-feira (14) o edital do programa UFPB no seu município, com abertura de inscrições para seleção de…