Por pbagora.com.br

O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado da Paraíba vai acionar o Ministério Público para fiscalizar cumprimento de protocolos sanitários contra Covid-19 em escolas. Pelo menos 20 profissionais da área de educação no Estado já contraíram a doença.

A decisão foi tomada após a morte da professora Patrícia Correia. O Sindicato quer que o Ministério Público fiscalize se as escolas particulares da Paraíba estão cumprindo os sanitários em escolas.
No caso da escola que a professora lecionava, informou que vai pedir que o Ministério verifique “se a escola estava cumprindo os protocolos e, se não, cobrar pela irresponsabilidade”. Além disso, vai exigir um termo de responsabilidade para aqueles que sejam obrigados a voltar para a escola.

Redação