Radicado em Campina Grande, o novo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão ligado ao Ministério da Educação, o professor Benedito Guimarães, quer implementar o Plano Nacional da Pós-Graduação, para ser executado nos próximos 10 anos, como um dos desafios à frente do órgão.

Em entrevista à Rádio Campina FM, o professor disse que se sentiu muito honrado com o convite do presidente da República para comandar a entidade e ressaltou que o trabalho a ser desempenhado será o mesmo já desenvolvido como diretor de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e como reitor da Universidade Mackenzie, em São Paulo, porém, agora, numa abrangência nacional.

– O foco agora é o aperfeiçoamento docente através da pesquisa e o fomento das atividades relacionadas com inovação e tecnologia, além do fortalecimento dos programas de pós-graduação em nível nacional. Meu trabalho deixou de ser pontual e passou a ser mais nacional. Me senti honrado em poder contribuir para a valorização da ciência em nosso país, de maneira que possamos avançar nessa área – disse.
Além da implantação do Plano Nacional de Pós-Graduação, projeto a longo prazo, Benedito pretende implantar um sistema para avaliação dos estudos.

– Temos dois grandes desafios a serem iniciados nesse ano. Primeiro: planejar a pós-graduação para os próximos 10 anos, no que chamamos de Plano Nacional da Pós-Graduação, e o próximo processo deixa de ser mais pontual e passa a ser mais abrangente. Um processo de avaliação multidimensional da pós-graduação. Serão medidas levadas logo no início da nossa gestão, tanto pela importância, pela relevância e urgência que temos com relação a essas questões –ressaltou.

Com a publicação no Diário Oficial União (DOU) na última sexta-feira (240, o professor Benedito Guimarães Aguiar Neto é o 22º nome a assumir a presidência da CAPES desde a sua criação, em 1951.
Aguiar sucederá a Anderson Correia, que chegou à presidência da Coordenação em fevereiro de 2019. Ele deixa reitoria da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), onde ficou à frente do cargo desde 2011.
Benedito Aguiar irá liderar – juntamente com o Conselho Superior da CAPES e em constante diálogo com a comunidade acadêmica – a Coordenação, vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) no Brasil.

Maranhense radicado em CG, Benedito Guimarães Aguiar Neto é graduado (1977) e mestre em Engenharia Elétrica (1982) pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), doutor na área pela Technische Universität Berlin, na Alemanha (1987), e pós-doutorado pela University of Washington, nos Estados Unidos (2008).

Na UFPB, foi coordenador do Curso de Engenharia Elétrica e diretor do Centro de Ciências e Tecnologia, mesmo cargo ocupado na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).
Ainda na UFCG, foi professor titular do Departamento de Engenharia Elétrica e do Programa de Pós-Graduação, nas áreas de Telecomunicações e Processamento de Sinais.

A CAPES investe na formação de recursos humanos de alto nível no País e exterior, atua na formação de professores da educação básica e promove cooperação científica internacional por meio de concessão de bolsas e fomentos à pesquisa, de avaliação e acesso, e divulgação da produção científica.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Educação na PB: saem prestadores de serviços e entram concursados

Educação estadual esclarece que professores concursados entraram no lugar dos prestadores de serviço, conforme prevê a lei O secretário da Educação e da Ciência e Tecnologia, Claudio Furtado, se pronunciou…

Golpe: Mensagem que promete auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200 é falsa

Circula em grupos de WhatsApp e Facebook uma mensagem que promete liberar um auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200 para quem fizer um cadastro e responder algumas perguntas disponibilizadas em um link…