Por pbagora.com.br

O Comitê do IFPB responsável pelo enfrentamento da disseminação e combate à Covid-19 reuniu-se por videoconferência na manhã desta terça-feira (23) e aprovou a recomendação, ao Conselho Superior do IFPB, de prorrogar as atividades acadêmicas não presenciais no âmbito do Instituto Federal da Paraíba até 30/04/2021.

Na decisão, o Comitê levou em conta o atual cenário da pandemia no País e o anúncio do novo decreto do Governo do Estado da Paraíba, determinando que as aulas dos ensinos médio e superior devem acontecer através de sistema remoto, em função do aumento do número de casos e de mortes, provocados pela Covid-19.

A reunião foi presidida pela Pró-Reitora de Ensino, Mary Roberta Meira Marinho, uma vez que o Reitor Nicácio Lopes se encontra em Brasília, onde tomará posse como Vice-Presidente de Assuntos Acadêmicos do Conif e participa de gestões junto ao Ministério da Educação a respeito do orçamento dos institutos federais para 2021.

Depois dos informes sobre o andamento das atividades da Pró-Reitoria de Ensino, como também das pró-reitorias de Extensão e Cultura e de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, o Comitê deliberou sobre o cenário atual em que se encontra o País no tocante à pandemia provocada pelo Coronavírus e deliberou sobre a prorrogação das atividades acadêmicas não presenciais, estendendo-a até 30/04/2021.

Para a Pró-Reitora de Ensino, Mary Roberta, “A decisão do Comitê de Crise reflete a posição do IFPB de respeito aos protocolos de saúde e em defesa da preservação da vida, até que possamos voltar às atividades presenciais com segurança”. A gestora informou ainda que a PRE, por meio das Diretorias Sistêmicas, em conjunto com Diretores de Desenvolvimento do Ensino, está elaborando orientações para a finalização do ano letivo de 2020.  A recomendação do Comitê de Crise segue agora para o Conselho Superior do IFPB.

 

 

Redação

Notícias relacionadas

Universidades federais têm até dezembro para adotar diploma digital

As 69 universidades federais e as 41 instituições da rede federal de educação profissional e tecnológica do país terão até 31 de dezembro de 2021 para passar a emitir diplomas…