Por pbagora.com.br

O prefeito Romero Rodrigues abrirá simbolicamente, nesta segunda-feira 6 , o ano letivo nas escolas e creches da Rede Municipal de Ensino, na Escola Estudante Leonardo Vitorino Guimarães, no bairro do Pedregal. A unidade passará a funcionar na modalidade bilíngue. – modelo inédito na região nordeste em nível municipal. O evento terá início às 9h, com a presença de convidados, estudantes e pais de alunos.

Além de iniciar as atividades da primeira escola bilíngue da rede pública em Campina Grande, instalada numa das áreas com maior população do município, Romero Rodrigues também vai entregar, na ocasião, a reforma da quadra da escola, que foi coberta e recebeu reparos em sua estrutura. Com 194 alunos matriculados, da pré-escola ao quinto ano do Ensino Fundamental, a escola Leonardo Vitorino é uma das 14 unidades da Rede Municipal que tem as atividades em tempo integral totalmente custeadas com recursos próprios do município.

Conforme o projeto pedagógico elaborado pela Secretaria de Educação do Município (Seduc) para o novo sistema de funcionamento da escola, os alunos permanecerão com atividades em dois turnos e serão alfabetizados na língua materna (Língua Portuguesa) e em uma língua estrangeira (Língua Inglesa). Para que isso seja possível, os funcionários da escola também serão capacitados em formações continuadas.

Segundo a secretária de Educação do Município, Iolanda Barbosa, a intenção da escola bilíngue é proporcionar aos alunos as competências necessárias para que eles possam utilizar as duas línguas no ambiente escolar e em seu cotidiano social.

A secretária destacou ainda que, conforme determinação do prefeito Romero Rodrigues, a meta da gestão municipal é, a partir da experiência no bairro do Pedregal, implantar pelo menos uma escola bilíngue por ano na Rede Municipal até o ano 2020.

ANO LETIVO – Com 120 escolas e 35 creches, a Rede Municipal de Ensino concluiu no mês de janeiro todos os preparativos para o início do ano letivo. Segundo levantamento preliminar da Seduc, foram matriculados aproximadamente 30 mil alunos, que iniciarão as aulas com merenda, fardamento e material didático já garantidos, além do transporte escolar (para os alunos da zona rural).

Todas as unidades escolares também passaram por reparos, realizados pela equipe de manutenção da Seduc, para garantir a segurança e o conforto da comunidade escolar ao longo do ano. "Estamos devidamente preparados para garantir o direito de aprendizagem de todos os nossos alunos. Tenho certeza que, diante de toda a preparação estrutural e pedagógica realizada nos últimos meses, nós vamos iniciar o ano letivo mais fortalecidos e renovados", concluiu a secretária Iolanda Barbosa.

 

Assessoria