Após três dias de evento com um envolvimento de mais de 500 alunos, 800 professores, realização de palestras, apresentações orais de trabalhos e rodas de conversas, o 3º Seminário de Extensão (SEMEX) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) foi encerrado na tarde desta quinta-feira (23), no Auditório II da Central de Integração Acadêmica, com uma palestra sobre o impacto da extensão na formação do estudante de graduação. A responsável por abordar o tema foi a professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Ana Inês Sousa, que abordou aspectos importantes na atuação da extensão universitária.

Além de dialogar sobre a experiência da extensão na UFRJ, a professora destacou a importância desta atividade na inserção do currículo dos cursos de graduação, para que a formação dos alunos seja ainda mais reforçada com aprendizagens fundamentais para suas futuras formações. Ela também fez questão de ouvir as experiências dos alunos participantes do SEMEX, para que esse compartilhamento de vivência ganhe cada vez um significado maior.

“Pelos depoimentos que ouvi, acho que a UEPB tem um potencial muito grande em fazer a extensão acontecer. A Universidade tem uma inserção em oito câmpus e isso, por si só, já apresenta uma possibilidade muito grande de desenvolver a extensão. A UEPB tem uma repercussão enorme no desenvolvimento regional da Paraíba e isso pode ampliar ainda mais o alcance dos projetos de extensão que estão em curso atualmente”, destacou a professa Ana Inês.

Para o pró-reitor de Extensão da UEPB, professor José Pereira da Silva, o Seminário de Extensão deste ano superou as expectativas criadas, devido a participação de toda a comunidade acadêmica. Segundo ele, um dos fatores contributivos para esse sucesso foi o incremento de atividades como a exposição “Integração com Arte”, a campanha “Maio Amarelo” e, sobretudo, a culminância de diversos projetos de extensão que realizaram suas intervenções durante a manhã desta quinta (23), no hall da Central de Integração Acadêmica, no Câmpus de Bodocongó.

“Percebemos uma participação maior dos alunos extensionistas e dos professores, muitos deles participaram das mesas redondas, das palestras e isso é muito importante na construção da extensão universitária. Atualmente, a UEPB conta com mais de 600 projetos, 800 bolsistas e quase três mil alunos envolvidos. São 800 professores, uma estrutura importante na Universidade, mas, ao mesmo tempo, temos um desafio muito grande de ampliar esses números”, destacou o pró-reitor de Extensão.

Além da contribuição para a sociedade, através das áreas de atuação dos projetos extensionistas da UEPB, professor Pereira também destacou a importância na formação dos alunos que, em breve, estarão desenvolvendo suas atividades profissionais. “A extensão mostra que a UEPB tem uma relação com mais presença na sociedade. Isso ajuda na formação dos nossos alunos. Os futuros profissionais que a UEPB está formando chegam mais bem preparados para atuarem no mercado de trabalho, conhecendo mais a realidade onde vão atuar. Esse é o grande ganho que a UEPB consegue na formação dos nossos alunos”, concluiu o professor.

assessoria

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Concurso da UFCG reúne mais de 26 mil candidatos neste domingo. Veja os locais de prova

Mais de 26 mil candidatos fazem a prova escrita objetiva do concurso público para servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), neste domingo (15). Ao todo, foram oferecidas…