Por pbagora.com.br

Mesmo com as campanhas intensificadas para que não haja o exame, mediante a pandemia do novo coronavírus, no qual escolas de todo o país fecharam as portas dificultando o acesso à educação de jovens, o calendário está mantido. O Governo Federal via o Ministério da Educação (MEC) decidiu não adiar as inscrições nem a data para a realização do exame que segue programado para novembro. Tal decisão provocou divergências de opiniões entre representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep-PB) e do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado da Paraíba (Sinepe/Pb) vê com ‘bons olhos’ a realização do Enem em novembro.

 

Para o Sintep-PB a decisão do MEC merece total repúdio e diz que o momento exigiria do governo federal mais sensibilidade. “Infelizmente vai aumentar, e muito, o fosso que distancia os alunos da rede pública e privada, deixando ainda maior essa discriminação”, diz Antônio Arruda, coordenador geral do sindicato que reúne cerca de dez mil associados em todo o estado. Na opinião do sindicato adiar o Enem para os primeiros meses de 2021 seria a atitude mais correta a ser tomada.

 

“Nós percebemos o esforço de toda a rede pública que tem trabalhado para que haja um maior equilíbrio em relação aos alunos da rede privada, mas nós sabemos que para seguir nos estudos é preciso estrutura com boa internet e computador e nesse aspecto quem tem melhor situação vai ser privilegiado”. A falta de ‘sensibilidade para o momento’ por parte Ministério da Educação e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) também foi destacada em notas emitidas pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) que pediram suspensão do edital. O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou em entrevista que o Enem não foi feito para fazer justiça social”, comentou.

 

No outro âmbito o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado da Paraíba (Sinepe/Pb) vê com ‘bons olhos’ a realização do Enem em novembro. O presidente do órgão que reúne quase 700 escolas de pequeno, médio e grande porte de todo o estado, Odésio Medeiros, acredita que as questões colocadas não justificam a mudança nas datas de realização das provas. “Essa diferença de estrutura e acesso entre os alunos da rede privada e pública sempre existiu e sempre existirá. E os alunos precisam manter o ritmo para que estejam aptos a fazerem o Enem em Novembro”, disse.

 

Calendário Enem 2020

Fases da inscrição           Datas

Prazo para solicitar a isenção     de 6 a 17 de abril

Resultado dos pedidos de isenção          24 de abril

Prazo de inscrição           de 11 a 22 de maio

Divulgação dos locais de prova  Data não definida

Aplicação das provas digitais      22 e 29 de novembro

Aplicação de provas impressas 1 e 8 de novembro

Divulgação dos resultados          janeiro de 2021

 

Quem tem direito a isenção no Enem 2020?

  • Estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio no ano de 2020, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública ou tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada.
  • Necessário ter renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo.
  • Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Para solicitar é preciso entrar na Página do Participante do Enem. Não há exceções, a única maneira de entrar na fila de requerimento é o formulário digital. Depois das análises dos dados, será validada a isenção.

Vale ressaltar que estudantes isentos de pagamento no Enem 2019 e tiveram falta em algumas das provas, para realizar a solicitação neste ano é necessário apresentar uma justificativa. O sistema indicará, se este for o caso, os documentos necessários para justificar e não ficar de fora da isenção.

 

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Pedidos para reaplicação do Enem podem ser feitos a partir de hoje (25)

Estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que não puderam fazer as provas do primeiro ou segundo dia por motivo de doença ou problemas logísticos podem solicitar a…

Variação no preço do material escolar chega a 185,00% em João Pessoa

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba, Procon-PB, através do Setor de Pesquisa e Estatística, realizou no dia 20 e 21 de janeiro uma pesquisa referente à…