Dia de protestos na Paraíba. Nos últimos dias uma onda de protestos sacudiu as principais capitais do país, em um espécie de fenômeno novo só visto nas famosas campanhas pelas "Diretas Já" e nos "Cara Pintadas" só que agora com outra ideologia. E o movimento chegou nas terras paraibanas.

Mais de 35 mil pessoas devem ocupar as ruas das duas principais cidades da Paraíba nesta quinta-feira (20), para protestar contra o aumento nas passagens, e clamar por investimentos para saúde, educação, moradia, e segurança. As manifestações, a serem realizados nos mesmos moldes dos protestos que invadiram as principais capitais do país, nos últimos dias, prometem parar Campina Grande, João Pessoa, e Sousa.

Em Campina Grande, o protesto organizado através das redes sociais pelo Movimento Passe Livre (MPL), acontecerá a partir das 17h e terá como concentração a Praça da Bandeira. Denominado de "Campina Vai Parar” o protesto deve reunir mais de 11 mil pessoas que usaram as redes sociais para confirmar presença na manifestação.

Os manifestantes prometem fazer um ato público na Praça da Bandeira, e depois tomarem conta da avenida Floriano Peixoto. Em seguida, usando cartazes, faixas, tambores, panelas e apitos, eles marcharão pela Floriano Peixoto em direção ao Terminal de Integração. Os líderes do protesto, a maioria estudantes, distribuíram panfletos esta semana conclamando a população para aderir ao movimento.

No panfleto, eles relatam que a tarifa de ônibus em Campina Grande, cidade com mais de 400 mil habitantes, é apenas R$ 0,10 centavos, que a de João Pessoa e região metropolitana que tem mais de 1 milhão de habitantes e é a 11º tarifa mais cara do Brasil. Alegam que os estudantes e trabalhadores estão sofrendo com ônibus decadentes, e linhas insuficientes para atender a demanda, especialmente, os alunos da UEPB, UFCG e IFPB.

Um dos líderes do movimento garantiu que o ato será pacífico, independente e apartidário, e espera o apoio e compreensão da sociedade. Pelas redes sociais, os manifestantes já avisaram que o movimento em Campina Grande não será apenas pela redução na tarifa de passagens dos transportes coletivos, mas pela qualidade do serviço. Ele reclamam na demora dos ônibus.

Capital – A onda de protesto também chega a João Pessoa nesta quinta-feira. Quase 25 mil pessoas já confirmaram que estarão no protesto contra o aumento das passagens de ônibus. O protesto também organizado pelas redes sociais, terá a concentração na frente do Lyceu Paraibano e promete parar a capital paraibana.

Mesmo o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo tendo anunciado a redução de 0,10 centavos no preço do bilhete, a página no Facebook do movimento não parou de receber adesões. Sob o slogan,"João Pessoa avante: pela redução de tarifas e transporte público de qualidade", os organizadores convidaram a população a se juntar ao movimento, com um foco nos estudantes, os organizadores já possuem em sua página 24.583 confirmações de usuários que afirmam participação no evento.

Os manifestantes seguirão em caminhada pela avenida Epitácio Pessoa reivindicando melhorias no sistema de transporte público, além da redução da passagem, quem, atualmente em João Pessoa,
Qualidade insatisfatória dos serviços (ônibus lotados, quantidade de ônibus insuficiente, cobertura insatisfatória da cidade, grande espera, suspensão dos ônibus à noite) e problemas de infraestrutura (ruas, paradas de ônibus sem cobertura, ausência de ciclovias) são as principais reivindicações dos manifestantes da capital.

Sousa – Em Sousa, os jovens deverão engrossar os protestos realizados já em todo o Brasil. Nas redes sociais, as articulações já começam a ser firmadas e o grupo também poderá realizar uma manifestação pelas principais ruas da cidade sorriso nesta quinta- dando apoio as manifestações realizadas no país. Os manifestantes sertanejos cobram mudanças na saúde, educação e segurança.

O MPL é um grupo de pessoas comuns que se juntam para discutir e lutar por outro projeto de transporte para a cidade. Através das redes sociais, eles garantem que não são filiados a nenhum partido ou instituição. O MPL s denomina como um movimento social independente e horizontal, o que significa que não tem presidentes, dirigentes, chefes ou secretários. Todos têm a mesma voz e poder de decisão dentro dos espaços.

Comandante do 2º BPM garante que PM vai respeitar manifestação popular
O Comandante do 2º BPM, tenente-coronel Souza Neto, disse que a manifestação popular marcada para quinta-feira (20), em Campina Grande, será respeitada pela Polícia Militar. O comandante enfatizou que a manifestação é um direito garantido pela Constituição Federal.

Ele disse ainda que espera que a manifestação seja ordeira e pacífica sem atos de vandalismo e depredação do patrimônio público. “Espero que a manifestação seja ordeira e pacífica e o patrimônio público e privado não seja depredado”, asseverou Souza Neto.

O protesto está sendo convocado pelas redes sociais por estudantes, que reivindicam a redução no preço da tarifa que hoje está em R$ 2,20 em Campina.
Por sua vez, o comandante da PM na Paraíba, coronel Euler Chaves revelou que a expectativa da polícia é de que os protestos previstos para acontecer na Capital João Pessoa na tarde de amanhã, quinta-feira (20), aconteçam de forma pacifica.
“Nossa preocupação é que a manifestação seja civilizada e ordeira”, afirmou.

Mesmo o prefeito Luciano Cartaxo (PT) tendo anunciado a redução de R$0,10 no valor da tarifa de ônibus, em João Pessoa, os manifestantes disseram que os protestos continuam de pé, mas com foco amplo, como a a qualidade insatisfatória dos serviços, com ônibus em péssimas qualidades e em quantidades insatisfatórias, a criação do Passe Livre para estudantes, falta de oportunidades de emprego, a possível aprovação da PEC 37, a luta por melhorias na saúde e educação e garantias de dignidade para todos.

O Coronel Euler disse que já conversou com os lideres do movimento para acertar detalhes e estabelecer uma relação de proximidade com os manifestantes.

Severino Lopes

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nutricionista alerta sobre efeitos de uma boa alimentação nos dias que anteveem Enem

A importância de uma boa alimentação no resultado de uma prova foi destacado pelo nutricionista Nelson Justino, professor do curso de Nutrição e Educação Física do Centro Universitário de João…

Estudantes da educação básica farão prova do Saeb nesta segunda

A aplicação das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) começaram nesta segunda (21). Nesta edição, devem participar 73 mil escolas de todo o Brasil, mobilizando cerca de…