Localizado em uma área central da cidade de João Pessoa, o colégio Liceu Paraibano comemora hoje 173 anos de história que fascina centenas de
pessoas. Fundado em março de 1836, abrigava no passado um colégio dehumanidades onde padres-mestres concentravam os ensinamentos em latim e em
filosofia. Naqueles tempos, ser aluno da mais tradicional e mais conceituadaescola pública da Paraíba era uma honra.

O colégio foi por mais de um século a matriz intelectual da Paraíba, naexpressão do professor da UFPB José Rafael de Menezes, que publicou em 1983
a obra: "História do Liceu Paraibano". O prédio atual, na avenida Getúlio Vargas, Centro da Capital, foi inaugurado em 1937, pelo governador Argemiro
de Figueiredo.

No Liceu surgiram líderes estudantis que se tornariam grandes homens públicos da Paraíba. O economista Celso Furtado, o presidente João Pessoa, o
ambientalista Lauro Pires Xavier e o poeta Augusto dos Anjos podem ser considerados os mais notáveis nomes do Liceu Paraibano. Celso Furtado foi o
idealizador e primeiro superintendente da Sudene, Celso Furtado, nascido emPombal. Furtado foi aluno no início da década de 30, mesma época em que
frequentou os bancos do Liceu o jornalista Ascendino Leite, hoje com cercade 100 anos. A cantora Elba Ramalho, também foi aluna do Liceu.

Foi através do padre-mestre José Antônio da Silva Lopes, que o Conselho Geral da Província tomou conhecimento aos 19 de dezembro de 1832 de um
projeto criando o Liceu Paraibano. Uma dezena de padres-mestres foiresponsável pela evolução administrativa da escola, que começou com o padre
João do Rego Moura e perdurou até o Monsenhor Odilon Coutinho.

Também frequentaram o Liceu como alunos ou professores e tempos depois governaram a Parayba: Álvaro Lopes Machado; Monsenhor Walfredo Soares dos
Santos Leal; João Pereira de Castro Pinto; João Pessoa Cavalcanti deAlbuquerque; José Américo de Almeida; Argemiro de Figueiredo, este último
como interventor da Paraíba construiu o atual prédio do Liceu, inaugurado em 1937. E, ainda, Ruy Carneiro; João Agripino Filho; Ernani Ayres Sátyro e
Souza; Dorgival Terceiro Neto; entre outros governadores.

Secom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário