Por pbagora.com.br

Mudança foi publicada no Diário Oficial da União

Para concorrer ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) em 2021 não será mais exigida a nota mínima de 400 pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que passaria a valer a partir do próximo ano. A mudança foi adiada para 2022, pelo governo, e publicada no Diário Oficial da União (DOU).

As demais regras continuam valendo para quem quiser concorrer a uma vaga no ensino superior privado por meio do auxílio estudantil ofertado pelo governo federal. Assim, os candidatos precisam ter realizado qualquer edição do Enem a partir de 2010, não ter zerado a redação e ter obtido um mínimo de 450 pontos na soma das provas objetivas do exame que corresponde a quatro áreas de conhecimento.

Já em 2022, será necessário ter obtido nota mínima superior a 400 pontos na redação para poder participar do processo seletivo que é aberto semestralmente. Além do Enem, é preciso ter uma renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

Quem deseja cursar uma graduação sem se preocupar com dívida estudantil ao final do curso pode pleitear uma bolsa de estudo para faculdade com o programa de inclusão educacional privado Educa Mais Brasil. Os descontos podem chegar a até 70% do valor das mensalidades. Não é preciso ter feito o Enem, nem comprovar renda familiar e as inscrições podem ser feitas em qualquer período do ano de forma gratuita.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Candidatos infectados por covid-19 terão nova chance de fazer Enem

Candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que forem diagnosticados por alguma doença infectocontagiosa, como o novo coronavírus e, portanto, estiverem impossibilitados de fazer as provas por este…