Por pbagora.com.br

Cerca de 60 representantes de todos os estados estiveram presentes na reunião

 

Um encontro técnico promovido pelo Ministério da Justiça (MJ), responsável por integrar as forças de segurança pública, e os órgãos responsáveis pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) debateu as estratégias que serão adotadas para logística, transporte e segurança das provas do Enem. 

O encontro reuniu, na sede da Polícia Rodoviária Federal, em Brasília (DF), cerca de 60 representantes de todos os estados, com o objetivo de alinhar os procedimentos envolvidos na operação logística e de segurança para a realização do Enem 2020. Na discussão, foi apresentado o Plano Estratégico de Atuação Integrada e a atuação dos Correios, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar e da Polícia Civil de todos os estados.

Os representantes dos estados e do Distrito Federal vão realizar o policiamento e patrulhamento de vias de acesso aos locais de exame, além de acompanhar possíveis ocorrências e eventuais investigações sobre possíveis fraudes. Segundo o MJ, toda a ação será acompanhada diretamente do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional.

“Neste ano, teremos adaptações e um reforço no efetivo para evitarmos aglomerações nos locais das provas, já que estamos passando ainda por este período de pandemia. Todos os esforços serão concentrados para dar mais segurança aos participantes e para uma boa execução do exame”, explicou Hélio Junio Rocha Morais, coordenador-geral de Gestão e Monitoramento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão que realiza o Enem. 


Enem 2020

De acordo com dados do Inep, nesta edição, o Enem tem 5.783.357 inscritos, sendo 5.687.271 para a versão tradicional impressa e 96.086 para o digital, que será aplicado pela primeira vez. As provas serão realizadas em 1.729 municípios, nos meses de janeiro e fevereiro de 2021. 

O exame se tornou o principal meio de acesso ao ensino superior do país. Com o desempenho na avaliação é possível ingressar no ensino superior público e privado de diversas formas, além de pleitear uma vaga em universidades estrangeiras. Entre as formas de acesso ao ensino superior por meio do Enem estão:

Sistema de Seleção Unificada (Sisu): vagas em universidades e institutos superiores públicos
Programa Universidade para Todos (Prouni): vagas com bolsa de estudo para faculdade
Fundo de Financiamento Estudantil (Fies): vagas com financiamento durante a graduação
Universidades Portuguesas: vagas em diversas universidades e institutos superiores de Portugal.

*com informações da Agência Brasil.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Escolas não são responsáveis pelo crescimento da pandemia na PB”

A polêmica envolvendo a reabertura de escolas na capital ganhou mais um capítulo, quando o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado da Paraíba (Sinepe-PB), Odésio de Souza Medeiros,…

MEC determina volta às aulas presenciais a partir de janeiro de 2021

O Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (2), portaria do Ministério da Educação (MEC), determinando que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais, a partir de 4…