Por pbagora.com.br

Após denúncias de que não estaria obedecendo as determinações do Ministério da Educação de antecipar a colação de grau , por conta da pandemia do novo coronavírus, para os cursos de Medicina, a Faculdade de Medicina Nova Esperança – Famene emitiu nota onde esclarece as denúncias feitas pelos alunos.

De acordo com a nota o Vice-Diretor da Famene, Eitel Santiago recebeu uma comissão de representantes de alunos, a pedido dos concluintes do 12º período (turmas A e B) do curso de Medicina, para uma reunião em caráter excepcional no intuito de debater o tema, onde eles elaboraram, de próprio punho, uma lista com uma série de pontos que gostariam que fossem respondidos. Todos esses pontos diziam respeito com às atividades curriculares a cumprir, cargas horárias restantes, entre outros, que deveriam
ser encaminhados à Coordenação do Internato para análise e parecer.

Ainda segundo a nota o vice-diretor assinou o documento para constar que teria recebido o mesmo e não confirmando que cumpriria na integralidade as medidas solicitadas pelos alunos.

“Frise-se que não houve promessa de colação de grau antecipada aos alunos, pois essa é uma decisão que não pode ser tomada de forma intempestiva e sem as informações necessárias, nem tão pouco sem que sejam ouvidos os coordenadores responsáveis pelo período de Internato dos alunos concluintes” diz trecho da nota que pode ser conferida na íntegra clicando AQUI: Nota Famene

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Aposentada maranhense se forma em Gastronomia aos 69 anos

“Quando cheguei na minha turma, velhinha, fui muito bem recebida, me aplaudiram”, conta Conceição Diante de um momento de tristeza, procurar boas companhias e atividades que elevem a autoestima podem…