O Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) 2019 deverá custar, aproximadamente, R$ 537,7 milhões, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Esse montante dividido pelos mais de cinco milhões de inscritos nesta edição equivale a R$ 105,52 por cada participante.

Os gastos envolvem elaboração da prova, impressão, distribuição e correção da avaliação. Dos R$ 537,7 milhões, segundo a autarquia, R$ 179,7 milhões, o equivalente a cerca de um terço, vem do pagamento das inscrições enquanto que a outra parte é paga pelo governo. Neste ano, a taxa de inscrição do Enem foi de R$ 85. Cerca de 2,1 milhões de pessoas pagaram a taxa, os demais atenderam aos critérios de isenção e conseguiram o benefício.

Neste ano, o Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro em todos os estados e no Distrito Federal.

O resultado será divulgado em janeiro de 2020 e, com ele em mãos, é possível pleitear uma vaga no ensino superior. A principal forma é por meio dos programas estudantis do governo federal: Sistema de Seleção Unificada ( Sisu ); Programa Universidade para Todos ( Prouni ); Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) além de Universidades Portuguesas.

Enem Digital terá início em 2020

Quem se inscrever no Enem de 2020 poderá fazer a prova digital, iniciativa que deve ser implantada de forma gradativa. Com essa nova modalidade o governo aposta na redução de gastos para produção do exame, como também na redução da utilização do papel. Este será o último ano de aplicação do Enem exclusivamente impresso.

*Com informações da Agência Brasil
Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Aulas com crianças ao ar livre ajudam no desenvolvimento

O contato com a natureza nas escolas auxilia no aprendizado  Uma experiência de aprendizado diferente, prezando pelo contato com a natureza, é uma forma alternativa de desenvolvimento educacional que vem…