Um comunicado interno distribuído para todos os diretores de Campi da UFPB, solicita que servidores evitem ligar os aparelhos de ar-condicionado da instituição de ensino superior.

A reitora Margareth Diniz confirmou a medida de economia e declarou que aos poucos a decisão foi sendo aplicada entre os servidores e agora a ação foi estendida para tentar amenizar os custos com energia elétrica, que segundo ela giram em torno de R$ 1 milhão mensal.

Ainda conforme a medida, não serão atingidos os locais onde o uso do ar-condicionado é imprescindível, como laboratórios de pesquisa, salas sem janelas e espaços onde necessite de refrigeração.

Caso haja necessidade da utilização dos aparelhos, estes devem ser ligados em 23°C.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sisu 2020: inscrições são abertas com prazo estendido; estudantes relataram lentidão em site

As inscrições do 1º semestre de 2020 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram abertas na madrugada desta terça-feira (21). Os estudantes podem se inscrever até as 23:59 do próximo…

Após divulgação das notas do Enem 2019, estudantes se preparam para o Sisu

Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada ocorrem entre 21 e 24 de janeiro Na última sexta-feira (17), o Ministério da Educação divulgou as notas do Exame Nacional do Ensino…