A Câmara Municipal de Campina Grande realizou na próxima desta terça feira (11) uma Sessão Especial em homenagem aos 60 anos da Escola Estadual de Ensino Médio Dr. Elpídio de Almeida (Gigantão da Prata). A propositura foi do vereador e professor Miguel Rodrigues que, quando estudante, fez parte do Movimento Estudantil no instituição.

Vereadores, professores e estudantes participam da sessão e destacaram a importância do Gigantão da Prata para o ensino dos campinenses. O vereador Miguel Rodrigues, apresentou um dos primeiros uniformes do Colégio Estadual da Prata. Posteriormente foi ecoado o hino do Colégio Estadual da Prata. Muitos alunos do Estadual da Prata prestigiam a Sessão diretamente da Galeria da CMCG.

O professor José Lucas, um dos palestrantes da sessão ocupa a tribuna e em 15 minutos destacou os 60 anos do colégio estadual da Prata. Ele lembrou que em Campina Grande, a cada 10 pessoas, 7 estudaram no Estadual da Prata. Voltando no tempo, lembrou que sr. Raimundo Viana doou o terreno onde hoje é o Colégio, fundado em 31 de janeiro de 1953.

Em sua fala, ele relatou que no final da década de 40, Campina Grande contava e com três estabelecimentos de ensino secundário considerados de grande porte à época: O Ginásio Alfredo Dantas, Pio XI e Imaculada Conceição, todos no centro da cidade e pago. O professor relatou ainda que no passado era luxo ser aluno do Colégio Estadual da Prata.

Em sua participação, a diretora do Estadual da Prata, Edinez Neves, destacou os ex-alunos do Gigantão e que hoje são profissionais reconhecidos em diversas áreas. Na ocasião fo prestada uma homenagem ao professor Benedito e demais ex-alunos do Gigantão da Prata, presentes no plenário da Casa.
Para o vereador Napoleão Maracajá não deve-se apenas destacar a grandiosidade do Estadual da Prata."É preciso alertar para os problemas" disse.

O Colégio Elpídio de Almeida foi idealizada pelo então governador Oswaldo Trigueiro, é a maior estrutura educacional da pública de ensino de Campina Grande com capacidade para quatro mil estudantes, abrange todo o ensino médio e cursos profissionalizantes. Por lá passaram os grande vultos que fazem parte da história da cidade de Campina Grande, do Estado e outros de repercussão nacional.
Inaugurado dia 31 de Janeiro de 1953, pelo então governador José Américo de Almeida que veio pessoalmente à essa cidade com a finalidade de entregar aos campinenses o que viria a ser, e continua sendo, o maior estabelecimento de ensino do Estado da Paraíba.

“Este ano o Gigantão completa 60 anos. Portanto, chegou o momento de Campina Grande homenagear uma das mais importantes instituições educacionais do nosso estado e nada mais justo do que a Casa do Povo realizar este momento”. Justificou Miguel Rodrigues.

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mudança demográfica modificará a educação no Brasil no futuro

Salas de aulas estarão mais preparadas e professores devem ter melhor qualidade de trabalho   De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), a população brasileira só…

Inep divulga hoje os locais de prova do Enem 2019

A partir de hoje (16), os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão acessar o Cartão de Confirmação da Inscrição e saberão o local onde farão o exame.…