Conforme relatório divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), apenas
dois a cada 100 estudantes da educação básica tiveram resultados satisfatórios em leitura, matemática e ciências,
no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa).

Pelos critérios da OCDE, o nível 2 é considerado o mínimo adequado. O exame foi aplicado em 79 países e regiões
para 600 mil estudantes de 15 anos. No Brasil, cerca de 10,7 mil estudantes de 638 escolas fizeram as provas.
As pontuações médias obtidas pelos estudantes colocam o Brasil no nível 2 em leitura e no nível 1 em matemática
e ciências, em uma escala que vai até 6. A avaliação mostra, ainda, que quase 43,2% dos estudantes brasileiros
ficaram abaixo do nível 2 nas três disciplinas avaliadas e apenas 2,5% ficaram nos níveis 5 e 6 em pelo menos uma
das disciplinas.

Com o resultado, o Brasil ficou abaixo das médias dos países da OCDE em que 15,7% dos estudantes estão nos
níveis 5 e 6 em pelo menos uma disciplina e apenas 13,4% estão abaixo no nível 2. Por isso, o desempenho de
estudantes brasileiros na avaliação posicionou o Brasil no 57ª lugar entre os 77 países e regiões com notas
disponíveis em leitura, na 70ª posição em matemática e na 64º posição em ciências.

Agência Brasil

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MEC completa primeira capacitação para escolas cívico-militares

O Ministério da Educação (MEC) conclui nesta sexta-feira (12) a primeira capacitação para a implementação das escolas cívico-militares, que reuniu 170 profissionais da educação e representantes de estados e municípios em…