Os trabalhadores dos Correios da Paraíba encerram greve e retomaram as atividades nesta quarta-feira (18). A greve que havia começado no dia 11 de setembro, para reivindicação da reposição salarial da categoria. A decisão foi tomada durante uma assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Correios e Telégrafos da Paraíba (Sintect).

Os funcionários dos Correios decidiram suspender a greve em assembleias realizadas na noite desta terça-feira (17) aceitando a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de prorrogação do atual acordo coletivo da categoria até a data do julgamento do dissídio.

Os trabalhadores, entretanto, decidiram manter o chamado “estado de greve” até o julgamento do dissídio coletivo, marcado para 2 de outubro.

Segundo o presidente do sindicato, Tony Sérgio, a categoria manteve 70% do efetivo em atividade por causa de uma decisão judicial, durante os seis dias em que a paralisação durou. De acordo com ele, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) deve julgar a reivindacação da classe no próximo dia 2 de outubro.

A principal reivindicação, segundo o sindicato, é a reposição salarial de acordo com a inflação e os benefícios integrais no valor acumulado da inflação do período agosto de 2018 a julho de 2019. Além disso, os trabalhadores pedem manutenção de cláusulas sociais e aumento de salário no valor de R$ 300 linear.

Conforme o Sintect, a proposta da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) reduziria a reposição salarial para 0,8% de reajuste, o que representa R$ 13 no salário-base de carteiro.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Empreender PB e Iphaep iniciam inscrições de projeto em Bananeiras

O Governo do Estado da Paraíba, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (IPHAEP), e do Empreender PB, iniciou as inscrições para o Empreender…