A montadora japonesa Toyota contratará no ano fiscal 2008-2009 1.800 novos empregados, a metade do contingente que admitiu no anterior. O objetivo é cortar gastos perante a crise.

 

Será a primeira vez em sete anos que a companhia contrata menos de dois mil novos empregados em um ano fiscal, conforme noticia o jornal local "Nikkei".

 

Para o período 2008-2009, que termina em março, a Toyota tinha previsto 3.600 novas contratações de empregados para trabalhar em tempo integral.

 

A queda da demanda por automóveis nos últimos meses atingiu de forma forte as grandes exportadoras japonesas, entre elas a Toyota, maior fabricante de carros do mundo.

 

Entre as medidas previstas para enfrentar a crise, a montadora se centrou em reduzir o número de novos contratos e em congelar salários.

 

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário